Sexta-feira, 23 de Outubro de 2009

Malalai Joya

 

 

 

Pelos vistos não sou só eu que afirmo que as eleições afegãs foram uma gigantesca fraude, e que vergonhas à parte, recebeu o apoio dos governos ocidentais para uma segunda volta. Julgam eles que esse acto lhe confere mais "credibilidade". Há até quem não tenha pejo em afirmar: "é verdade que houve fraudes consideráveis, mas apenas isso". Dito assim até faz gelar o sangue, mas quem o disse foi o representante especial da ONU no Afeganistão, Kai Eide.

Quem não está de acordo com esta hipocrisia é Malalai Joya, uma deputada afegã que no entanto não tem direito a ali sentar-se. Anteontem ao receber, em Madrid, o Prémio Juan María Bandres dedicado à Defesa do Direito de Asilo e à Solidariedade com os Refugiados afirmou não saber quantos dias lhe restam de vida, mas que até que a matem continuará a denunciar aqueles que governam o Afeganistão com as mãos manchadas de sangue.

Admirada por uns, odiada por outros, defensora dos direitos humanos, com 31 anos, converteu-se na pessoa mais jovem do Parlamento afegão. Mas como não podia deixar de ser o parlamento expulsou-a dois anos depois, por acusar alguns dos seus membros de narcotraficantes, corruptos e misóginos.

Sobre as eleições, sobre o que se passou na primeira volta, garante que irá repetir-se na segunda e vai mais longe, afirma que estas eleições nunca serão consideradas legítimas pela maioria dos afegãos nem com uma ronda eleitoral, nem com duas, nem sequer com dez, porque estão a celebrar-se debaixo da vigilância das armas, do império das drogas, da corrupção e do crime. Ganhe quem ganhar será o mesmo burro com uma nova sela. O que importa não é quem vota, mas sim quem elege e isto é o mesmo que dizer o Ocidente, a Casa Branca. Enquanto isso as gentes do Afeganistão continuarão a morrer encurraladas entre dois inimigos, as tropas de ocupação estrangeiras e um governo ilegítimo.

Malalai Joya alerta para o facto de o dinheiro e as armas estrangeiras irem parar aos senhores da guerra, tornando-os mais poderosos. Cada bombardeamento aéreo que mata civis está a beneficiar os talibãs. Por isso, quanto mais tempo durar a ocupação, pior será a guerra civil posterior. Os senhores da guerra que se uniram a Karzai e Abdullah foram precisamente os responsáveis pela anterior guerra civil afegã. Se se lhes dá o apoio, em vez de apoiar as verdadeiras forças democráticas, que agora se vêm forçadas a viver na clandestinidade pelas ameaças de morte que recebem, definitivamente haverá outra guerra civil.

Malalai Joya apresta-se para regressar ao Afeganistão recusando qualquer ideia de se refugiar pelas nossa bandas pois como diz, passou a infância e a adolescência em campos de refugiados no Irão e no Paquistão, mas voltou porque queria ajudar a construir um Afeganistão em paz, unir-se aos milhares de afegãos que já ali estavam, arriscando as vidas pela paz.

Essa é a pesada herança que o ocidente lhes deixa…

 

Para conhecerem um pouco a fibra de que é feita Malalai Joya deixo-vos aqui este vídeo.

 

 

publicado por salvoconduto às 01:02
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Pedro Oliveira a 23 de Outubro de 2009 às 10:02
"afirmou não saber quantos dias lhe restam de vida, mas que até que a matem continuará a denunciar aqueles que governam o Afeganistão com as mãos manchadas de sangue. "
Só de pensar que alguém sente isto em relação à sua própria vida, é sinónimo que tudo está mal.
abraço e bom fds
2ª é dia de festa.
De Lúcia a 23 de Outubro de 2009 às 12:05
Que força! E arrancou palmas entre alguns dos que, depois, se levantaram contra ela.
Bem haja pelo vídeo que me deu a conhecer uma mulher que desconhecia!
Beijos
De Camolas a 23 de Outubro de 2009 às 15:52
Vivam as moças valentes deste mundo!
De patti a 23 de Outubro de 2009 às 17:01
Enfrentar e pegar o touro pelos cornos, deste caso um regime muçulmano já é dose, mas sendo mulher, triplica.
De jrd a 23 de Outubro de 2009 às 19:18
A coragem dos outros, neste caso das outras.
Notável.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Cá se fazem cá se pagam

. Eles aí estão

. Está o caldo entornado...

. O gesto é tudo

. E a Ucrânia ali tão perto...

. De capa e batina

. Subscrevo

. Gorduras do estado

. Curtas

. Podias andar de Clio? Pod...

.arquivos

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.subscrever feeds