Domingo, 31 de Outubro de 2010

O Brasil tem novo presidente

 

 

Com 98,53% dos votos apurados Dilma Rousseff já foi declarada nova presidente do Brasil. Recolhe 55,93% dos votos contra 44,07% para José Serra.

 

Não é só José Serra que é derrotado. Também o são poderosos órgãos de comunicação social, como a Globo e a Veja, a The Economist e o Financial Times. O Papa também funga, afinal a sua intromissão na campanha eleitoral não resultou e contra ventos e marés aí está a primeira mulher presidente do Brasil.

 

A comunidade brasileira em Portugal seguiu o mesmo caminho do seu primeiro país, em Lisboa Dilma obteve 57,9% e no Porto 55%.

 

Não foi só o povo brasileiro que venceu, esta vitória também é da América Latina.

publicado por salvoconduto às 23:22
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Sábado, 30 de Outubro de 2010

Não é para onde estão virados, é para onde lhes dá mais jeito

 

 

Já aqui falei do trambica Guillermo Fariñas que foi "agraciado" com o Prémio Sakharov, pois agora chegou a vez de um conhecido terrorista igualmente de origem cubana, Orlando Bosh, ser  agraciado, desta feita pela Universidade de Miami.

 

Os "cubanos" estão em alta nesta questão de prémios de "liberdade" e similares, há quem diga que são os "mercados" a funcionar...

 

Há muito que a vergonha deixou de morar por aquelas universidades. Uribe também foi premiado e passou mesmo a ser docente até ao momento em que a repulsa de uns quantos académicos falou mais alto e foi convidado a regressar à Colômbia.

 

Repulsa por este agraciamento sentem igualmente 40 ex-alunos daquela universidade que endereçaram uma carta de protesto à presidenta daquela instituição, Donna Shalala, declarando-se incrédulos e indignados pela homenagem a um convicto terrorista, que foi preso, julgado e condenado por inúmeros crimes na Venezuela, Estados Unidos e outros países.

 

Orlando Bosh cumpriu 10 anos de prisão na Venezuela pela sabotagem e derrube de um avião civil, das linhas aéreas cubanas, em 1976, onde perderam a vida todas as 73 pessoas que viajavam a bordo.

 

Já tinha sido condenado a outros 10 de prisão, em 1968 na Flórida, por um atentado contra um cargueiro polaco. Cumpriu apenas quatro.

Foi igualmente acusado pelas autoridades venezuelanas de ter colocado duas bombas em edifícios de Cuba e Panamá em Caracas.

Da carta enviada à presidenta da universidade respigo esta frase:

 

"Como instituição de altos estudos que é, a Universidade de Miami tem uma missão educativa, e por sua vez, uma insondável função de responsabilidade social. Render homenagem a um terrorista, apresentando-o como modelo para uma comunidade, atenta contra os princípios básicos da academia ".

 

O que aqueles académicos provavelmente não estarão a entender é que a Universidade dirigida por aquela senhora, tal como aqueles outros que atribuíram o prémio a Guillermo Fariñas, mais não faz do que "educar" os seus seguidores...

 

Quem será o próximo?

publicado por salvoconduto às 00:57
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 28 de Outubro de 2010

Não vai há tanto tempo como isso

 

 

Que raio, foi só em Maio último que um dos representantes do PSD nesta patética cena das negociações entre PS e PSD para viabilizar o Orçamento de Estado, Carlos Moedas, escreveu isto preto no branco:

 

"No caso da dívida pública e segundo as conclusões do Bank for International Settlements,  se Portugal quisesse voltar aos níveis de dívida pública  de 2007 (63.6% do PIB directa vs. 89% do PIB indirecta) teria que apresentar um superavit primário das contas públicas (antes de juros) de 6% ao ano durante 5 anos ou de 3% ao ano durante 10 anos.

Alguém acredita que estes cenários são possíveis no curto ou mesmo no médio prazo? Eu tenho muitas dúvidas e por isso só nos resta (a nós e a outros) o possível caminho da reestruturação da dívida. Ou seja, ir falar com os nossos credores e dizer-lhes que dos 100 que nos emprestaram já só vão receber 70 ou 80. Este é um caminho árduo e complicado, a tal parede que tanto se fala, mas que nos permitiria começar de novo. A austeridade é necessária e urgente, mas se mantivermos os níveis actuais de dívida, dificilmente conseguiremos crescer a níveis aceitáveis … e se não crescermos morremos."

 

Está na cara que foi só apenas para se divertir um pouco que resolveu participar na palhaçada do orçamento, só pode... Se é verdade que se não crescermos morremos, porque anda ali entretido e enredado num orçamento que só vai provocar recessão?

 

Como espera o homem que nós cresçamos, com cortes sucessivos de salários e impostos? Vai ver que foi também a pensar nisso que destruíram a agricultura, as pescas e a indústria portuguesas. E eu é que tenho de borrar a cara?

 

Nem mesmo agora reconhecem, como ele bem disse há 5 meses, que se não crescermos morremos? Ou estão a pensar ficar a vida toda a pagar dívida com dinheiro de salários e impostos? Não vai sendo tempo de encontrar outra saída, outro caminho?

publicado por salvoconduto às 00:14
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 27 de Outubro de 2010

No fundo, no fundo isto anda tudo ligado, diz o Bandarra

 

 

 

Feitas bem as contas o corte nos salários da administração pública vai direitinho para tapar as "iniciativas" privadas dos ex-ministros de Cavaco Silva no BPN.

 

Interroga-se um reputado blogueiro da nossa praça porque teriam sido anunciadas novas investigações no caso BPN no dia em que Cavaco Silva anunciou a recandidatura a funcionário público número um.

 

Não quererá o dito blogueiro equacionar também o problema por outro prisma? Isto é, no dia em que são desvendadas novas ligações no caso BPN, os ex-ministros de Cavaco sentem-se mais amparados com o anúncio da recandidatura deste, ao que tudo indica vai continuar por aqui...

 

Cavaco até fez questão de afirmar: "Sei que posso ser útil aos portugueses". Acredito piamente que sim, não me esquecendo, é claro, de que há uns que são mais portugueses do que outros.

 

O Bandarra é que tem razão, isto anda tudo ligado...

publicado por salvoconduto às 01:16
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 26 de Outubro de 2010

De saco cheio

 

 

Em se tratando de saco Daniel Oliveira não escolhe, tanto lhe faz que seja de plástico, de pano ou até de serapilheira. Uma vez mais mete tudo no mesmo saco, banqueiros e bancários.

 

À medida que a opinião dominante vai fazendo crer que somos um país de privilegiados também ele acompanha a maré e projecta no Expresso on-line o verbalismo fácil e demagogo. Curiosamente não são poucas as vezes em que no seu "Arrastão" deixa acusações de populismo e demagogia a Hugo Chavez esquecendo-se que este à sua beira ainda tem muito, mas mesmo muito, para aprender.


Atando no mesmo molho banqueiros e bancários, apodando-os de privilegiados, onde é que eu já ouvi isto, acusa-os de estar a tentar fugir ao corte de salários. Pudesse eu fazer o mesmo e mandaria os arrastões desta vida catar macacos, nunca me dei bem com o mal dos outros.

 

A todos os que conseguirem escapar ao garrote do bloco central e seus apêndices, eu daqui antecipadamente os saúdo e relembro que já uma vez o Tribunal Constitucional considerou ilegais os cortes de salários.


Daniel Oliveira sabe que os salários dos trabalhadores do BdP ou da CGD não têm nada que ver com as remunerações e reformas dos "banqueiros" para ali nomeados, mas sabe ainda melhor o que persegue com este tipo de populismo, a caixa de comentários do Arrastão é esclarecedora. Aqueles que exorcizam o Estado curvam-se reverenciais e tecem-lhe os mais rasgados elogios, enaltecendo-lhe a "coragem". Para ele "puros" sós seus.

 

Não é por acaso que a comunicação social liberal sempre que pretende passar a imagem de que é plural, livre e isenta se serve desta gente, não diz é quanto lhe paga para escrever textos como este.

 

Daniel Oliveira omite que a generalidade dos trabalhadores do BdP e da CGD têm a sua tabela salarial balizada por Acordo de Empresa, negociado pelos respectivos sindicatos, genericamente comum à da restante banca privada, e que é legítimo que o queiram ver cumprido, recorrendo a todas as formas, incluindo a Greve Geral de 24 de Novembro próximo.

 

Até lá vou cuidar de continuar a arejar o saco.

publicado por salvoconduto às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 25 de Outubro de 2010

12 razões para o Brasil votar em José Serra

 

 

 

publicado por salvoconduto às 02:08
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Domingo, 24 de Outubro de 2010

Wikileaks, arma de revelação massiva

 

 

Novas revelações vêm a público sobre a guerra do Iraque. Aquilo que até agora se sabia adquire nova dimensão uma vez que os factos assentam sobre documentos secretos do próprio Pentágono. Não há como esconder a sujeira.

 

Os documentos agora tornados públicos põem a nu as torturas, os assassinatos ao arrepio de qualquer lei sob a qual normalmente se escondem. A convenção das Nações Unidas contra a tortura é clara ao impor a obrigação por parte dos estados de criminalizar qualquer forma de tortura bem como a obrigação de investigar e levar os culpados perante a justiça e garantir às vítimas o direito a uma adequada compensação.

 

O relator especial da ONU sobre a tortura, Manfred Nowak, já exigiu de Obama a abertura de uma investigação. Este respondeu de imediato colocando mais de cem especialistas a averiguar, não os crimes, mas sim até onde poderão ir as revelações e preparar-se para tentar abafar a tormenta de críticas que se espera.

 

Hillary Clinton tomou já a dianteira e veio a público condenar a difusão da informação pela WikiLeaks. Sobre os abusos, torturas, violações e assassinatos perpetrados sistematicamente pela Polícia e Exército iraquiano e pelos aliados das forças internacionais que invadiram o país, nem uma palavra.

 

Os documentos agora revelados são já considerados como a prova definitiva de que a intervenção armada o Iraque é uma das piores tragédias da humanidade.

 

Eloquente o episódio, um entre milhares, que dá conta de um helicóptero Apache ter aberto fogo contra dois homens, suspeitos de terem disparado morteiros contra uma base militar americana em Fevereiro de 2007, mesmo após a rendição deles.


A tripulação da aeronave teria consultado um advogado sobre a validade da rendição e ao ser informada de que não era aceitável e que os homens eram "ainda alvos válidos", dispararam.


O mesmo helicóptero, identificado como "Crazyhorse 18" estaria envolvido num outro episódio, no qual dois jornalistas e duas crianças foram mortos.

 

Afinal sempre havia, e ainda há, "armas de destruição massiva" no Iraque. Nunca se disse foi nas mãos de quem. Quatro responsáveis pela sua distribuição andam imunes por aí à solta.

publicado por salvoconduto às 03:14
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sábado, 23 de Outubro de 2010

Nada mais a propósito

 

 

 

 

 

É-me totalmente indiferente a atribuição do prémio Sakharov a Guillermo Fariñas, igualmente me é indiferente o voto de saudação aprovado na Assembleia da República sobre o mesmo tema. Sobre Guillermo Fariñas atempadamente escrevi algo aqui, nada me surpreende portanto. "O seu a seu dono"...

 

O que também me não surpreende é o facto de a mesmíssima gente que aplaude e escreve sobre Guillermo Fariñas não gastar uma palavra sobre os recentes acontecimentos em torno de um outro cidadão cubano residente em Miami, Pepe Varela.

 

Pepe Varela atreve-se a manter um blogue em terras do Tio Sam onde defende Cuba e o seu povo. Atreveu-se ainda mais quando resolveu efectuar uma viagem a Cuba e ali deu conta da sua experiência de quinze anos como caricaturista no El Miami Herald, da manipulação do tema Cuba pelo jornal, assim como das agressões recebidas pela sua família.

 

O resultado era esperado, quando regressou a Miami tinha um "prémio" à espera. E viva a hipocrisia, o silêncio e a manipulação.

publicado por salvoconduto às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sexta-feira, 22 de Outubro de 2010

Assim vai a campanha eleitoral no Brasil

 

 

 

É certo e sabido que quando apoiantes de candidatos diferentes se encontram instala-se o caos, o Brasil não foge à regra. Logo que soube que duas acções de campanha se iriam cruzar de imediato augurei grandes tumultos, o sangue a jorrar pela calçada e as ambulâncias a transportar feridos. Não foi assim mas quase...


José Serra foi violentamente agredido por uma bolinha de papel. Continuou a campanha e vinte minutos depois alguém lhe telefona "informando-o" que tinha sido visto pela TV a ser violentamente atingido por um objecto pesado e que os ferimentos eram evidentes na cabeça.

 

Ao que consta, segundo o telefonema, o sangue jorrava abundantemen-te. Serra bem tenta estancá-lo levando uma mão à cabeça mas torna-se impossível, tal o tamanho do ferimento e o volume de sangue.

 

De imediato é levado para uma clínica privada onde um perito de oncologia o submete a uma tomografia e lhe recomenda repouso absoluto.

 

A sede de campanha de Serra emite um comunicado dando conta da feroz agressão e culpa a candidatura de Dilma. Prazerosa a imprensa tuga não deixou de fazer eco. E foi através dela (RTPN) que ouvi um dos elementos da campanha de Serra afirmar que o objecto voador não identificado que atingiu o candidato pesava cerca de 2 (DOIS) quilos.

 

O vídeo que documenta a agressão e ferimentos está em aí em cima. Tal a importância e gravidade do acto, há já uma proposta de capa para o próximo número da revista Veja, que se reproduz embaixo.

 

publicado por salvoconduto às 00:30
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Segunda-feira, 18 de Outubro de 2010

Lembram-se dele?

 

 
 
De vez em quando tem necessidade de escrever, como que a dizer que ainda está vivo. Carlos Brito, ex-deputado, ex-dirigente do PCP, escolhe normalmente com critério as ocasiões em decide vir a terreiro proclamar que está aí para as curvas e que não foi por acaso que abandonou aquela organização partidária.

 

Entende ele, bem ou mal, através do jornal o Público, que depois de tanto gato-pingado já se ter pronunciado pela aprovação do Orçamento de Estado, uma voz como a sua poderia ser a alavanca que falta para levar Passos Coelho a aprovar o dito.

 

Afirma Carlos de Brito que apesar de discordar das medidas avançadas deseja que o OE passe na Assembleia da República, provavelmente lamentando-se de ali já não estar, quem sabe poderia ser ele desta vez a espreitar a oportunidade de desempenhar o papel de deputado limiano.

 

Pela minha parte que viva muitos anos e que não deixe de nos lembrar por que abandonou aquele partido, é que pelo menos assim as águas ficam mais claras. A história também se faz com os resignados.

publicado por salvoconduto às 01:55
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Cá se fazem cá se pagam

. Eles aí estão

. Está o caldo entornado...

. O gesto é tudo

. E a Ucrânia ali tão perto...

. De capa e batina

. Subscrevo

. Gorduras do estado

. Curtas

. Podias andar de Clio? Pod...

.arquivos

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.subscrever feeds