Domingo, 15 de Janeiro de 2012

Sentido de oportunidade

 

 

Passou pelo governo no ministério da cultura, não se lhe conheceram grandes rasgos. Vale mais tarde do que nunca, terá pensado a senhora e se melhor o pensou depressa o fez. Apresentou na Assembleia da República um projecto de lei para criar uma nova taxa, a que ela chama contribuição, sobre a "cópia privada", a reverter, diz ela também, a favor dos autores. Eu explico melhor, todos os suportes de dados, pens, cartões de memória das máquinas fotográfica ou telemóveis, discos dos computadores, internos ou externos, tudo isso passará a ser taxado à cabeça e em função do seu tamanho, porque permite a cópia de dados de autor, quer sejam nossos ou de terceiros. Adora tirar fotografias ou fazer uns vídeos? Agora ainda mais com a massificação das máquinas digitais e telemóveis? Pois passará a pagar uma taxa extra quer no cartão de memória quer no disco do computador para onde terá de os terá de transferir. As fotografias são suas, os vídeos igualmente? Isso é você que o diz seu pirata de merda, pelo menos é assim que o pensa Gabriela Canavilhas, para quem todos são piratas mesmo com prova em contrário, tão piratas, tão piratas que até se pirateiam a si próprios, paga! As pequenas e médias empresas gemem? Cada vez são necessários discos com capacidade maior? Paga! Toma lá que é para passares a micro! E olhem que as taxas não são pequenas.

 

Não vou agora aqui discutir os Direitos de Autor, a forma como devem ser salvaguardados, nem tão pouco a forma como devemos fomentar a Cultura, por esta via não é de certeza. Os governos demitem-se da sua função de a promover e escondem-se atrás de uma taxa de cópia privada que nunca resolveu coisa nenhuma, apenas areia para cima dos autores. Continuamos a passar música exclusivamente estrangeira nas nossas rádios e televisões, nunca promovemos o livro, a investigação muito menos, já nem temos sequer Ministério da Cultura, o orçamento quase que desapareceu e vem a senhora dona ciciar-me aqui ao ouvido que isto é para proteger os autores e promover a cultura! Alguém será capaz de dizer à senhora que o caminho não será por aí, que isso serve apenas para encanar a perna à rã, terá que ser outro, mas prefere teimosamente ignorá-lo como fez durante todo o seu mandato.

 

Mas Canavilhas revela ainda um sentido de oportunidade tremendo e já não falo só do facto de se ter lembrado de mais esta taxa em plena crise, Canavilhas escolheu cirurgicamente o momento em que uma parte destes produtos triplicou o seu preço nos mercados mundiais fruto das inundações na Tailândia e do oportunismo que estas situações sempre geram. Os discos estão caros? Eu dou uma ajuda, meto-lhe mais uma taxa em cima.

Precisa-se urgentemente de um afinador de pianos...

publicado por salvoconduto às 01:03
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Pata Negra a 15 de Janeiro de 2012 às 19:02
Não é que as ideias desta gente sejam grande coisa! mas como têm a faca e a lei na mão, é fácil pô-las em pratica! Essa coisa dos direitos de autor, de quem é autor de quê, da propriedade intelectual, de trocar ideias, canções ou quadros por dinheiro têm muito que se lhe diga! Que todos vivamos com o fruto do nosso trabalho e do nosso contributo mas que nenhuma editora me peça mil euros por um minuto de música que se passa num documentário que não vai ser vendido à televisão!
Um abraço sem taxas
De Renato Figueiredo a 16 de Janeiro de 2012 às 23:08
Longe de mim por a seriedade de alguém/algo/ou vontade com o seguinte comentário em causa; cresci com orgulho de ser português mas este desvanecesse com governos/feudalismos sucessivos que só enterram mais este país. A todos eu dou o seguinte conselho, comprem lá fora tudo, mandem vir por correio, uma boa parte das empresas de informática/electrónica (ex: amazon uk) têm transportadoras próprias que funcionam melhor, são mais rápidas e de graça para o nosso país como tal essa senhora pode muito bem aprovar a taxa que quiser que por mim só me dá o trabalho de pedir as encomendas como presente para não se ver o que trás. um bem acha a todos.
De hb a 23 de Janeiro de 2012 às 10:48
se tivessem preocupados com os direitos de autor não vendiam CDs e DVDs a 20 euros (com o preço irrisório a que são feitas as duplicações pela indústria), livros a 20 euros (com literatura de pacotilha), bilhetes de cinema a 6 euros (com 3 versões de cada filme de treta e os mesmos filmes em todos os cinemas próximos), concertos a 50 euros, etc..

achas que compre já uns discos duns teras? ou aguardo mais um bocado?

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 10 seguidores

.pesquisar

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Cá se fazem cá se pagam

. Eles aí estão

. Está o caldo entornado...

. O gesto é tudo

. E a Ucrânia ali tão perto...

. De capa e batina

. Subscrevo

. Gorduras do estado

. Curtas

. Podias andar de Clio? Pod...

.arquivos

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.subscrever feeds