Domingo, 9 de Junho de 2013

V de vendetta

 

 

Nuno Cardoso está de volta, a vingança serve-se fria, ou pelo menos quando se pode, um tiro dois melros, vinga-se daqueles que no interior do PS lhe tiraram a rede há uns anos e ao mesmo tempo paga os favores a Filipe Menezes pelos contratos por ajuste directo que efectuou na Câmara de Gaia.

 

Deu a cara no lançamento da pré-campanha de Menezes que, ainda pendente da validação da sua candidatura à Câmara do Porto, corre processo nos tribunais, preocupado também com a mossa que lhe possa provocar a candidatura de Rui Moreira achou melhor jogar pelo seguro e lançou a lebre, Nuno Cardoso, sabendo de antemão que irá provocar estragos quer na equipa de Pizarro quer na de Rui Moreira.

 

Cardoso que é mestre, principalmente na área dos "negócios", quem não se lembra dos cambalachos em torno dos terrenos das Antas e do Futebol Clube do Porto, não deixará de cumprir a regra e esquadro o papel que agora Menezes lhe atribui, até porque sabe que este não deixará de o recompensar com novos contratos na edilidade do lado de cá do rio, é a crise, há que fazer pela vida.

 

Bonito, bonito, era ver os tribunais recusar a candidatura de Menezes, aí invertiam-se os papéis, Nuno Cardoso seria de imediato apoiado por Menezes, talvez sem empenhamento público, para não hostilizar as hostes do PSD aonde ainda espera voltar a ser figura primeira ou então o filho a quem vai transmitindo o saber acumulado. Ora aí está mais uma cena que pago para ver. Mas também vos digo, entre Menezes, Pizarro, Moreira ou Cardozo, venha o diabo e escolha, farelo do mesmo saco.

 

Nuno Cardoso justifica-se, diz que sentiu um "impulso", que foi isso que o levou a candidatar-se. Depois das palavras de Cavaco sobre Nossa Senhora de Fátima terá começado a prestar mais atenção às mensagens do etéreo, garantem os mais próximos que quando ouviu ou sentiu o tal "impulso" saiu porta fora a gritar: "Senhor, Senhor, estou curado!" Consta que até a gaguez desapareceu, agora paga promessa. Vêem por que é tão importante Nossa Senhora de Fátima no contexto político nacional? Nunca se esqueçam, em política o que parece, é.

 

publicado por salvoconduto às 17:49
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De o puma a 9 de Junho de 2013 às 19:02
Um dia falaremos de coisas sérias
De Justine a 9 de Junho de 2013 às 19:45
Lembram-me sempre uma matilha esfomeada a atirar-se a uma presa...salve-se quem puder, atropele-se quem se atropelar!

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Cá se fazem cá se pagam

. Eles aí estão

. Está o caldo entornado...

. O gesto é tudo

. E a Ucrânia ali tão perto...

. De capa e batina

. Subscrevo

. Gorduras do estado

. Curtas

. Podias andar de Clio? Pod...

.arquivos

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.subscrever feeds