Sexta-feira, 17 de Outubro de 2008

Xerife recusa-se a despejar famílias

O xerife do condado de Cook, Estados Unidos, anunciou no princípio deste mês que os seus homens não irão mais fazer as diligências de expulsão das famílias que perderam suas casas com a crise económica.

Leia abaixo na íntegra o documento assinado pelo xerife, reproduzido no People's Weekly World.

"Como xerife do Condado de Cook sou o responsável por manter uma prisão com 10 mil condenados, de prover patrulhas  em toda a cidade e nas áreas não habitadas, além de garantir a segurança dos cidadãos.

A parte mais difícil do nosso trabalho é realizada pelas unidades policiais de despejo. Num dia normal os nossos homens são solicitados a despejar uma família da sua casa, levando todas as suas coisas para a o passeio. Muitas vezes essas coisas são saqueadas por vizinhos.

Onde as empresas de hipotecas enxergam pedaços de papel, os meus homens enxergam pessoas. Mesmo assim, os despejos são parte do nosso trabalho. O que não é parte do nosso trabalho é agir de acordo com a vontade dos bancos e das milionárias indústrias de hipotecas.

Muitas vezes, os nossos homens chegam a uma casa para proceder a uma acção de despejo e encontram uma família que paga religiosamente o aluguer. Essa gente não sabia que o proprietário da casa deixara de usar o aluguer para pagar a hipoteca. Eles não tiveram nenhum aviso que seriam despejados de sua casa por essa razão.

Isso acontece porque, em muitos casos, os bancos não fizeram nada para determinar quem está a viver na moradia,  mesmo que isso seja exigido por lei estadual. Mesmo assim, esses bancos ainda querem que o serviço público pague pela investigação que deveria ser feita por eles.

Isso teve um fim, a partir de hoje não faremos mais o trabalho dos bancos. Não vamos surpreender os inquilinos com uma ordem de despejo contra os proprietários da casa onde vivem.

Eu poderei ser levado a tribunal por causa disso. Se for esse o caso, estou pronto a aceitar, embora eu acredite que a maioria dos juízes do condado também compartilhem comigo o desejo de encontrar uma solução justa para o problema.

Pedimos apenas que os tribunais do estado ou os legisladores ordenem aos bancos que façam uma pesquisa antes de emitir uma ordem de despejo.

Cheguei a isso depois de passar um ano a tentar trabalhar com os bancos, pedindo que o legislador aprovasse uma lei que, no mínimo, nos permitisse saber quem mora na casa, se ela tem crianças, deficientes ou idosos, para que nós pudessemos colocar essas pessoas em contacto com os serviços sociais do condado. Esse esforço foi completamente dinami-tado pelos lobistas dos banqueiros.

Até que os banqueiros voltem atrás e ajam de modo correcto, eu não vou continuar a colocar pessoas em risco, deixando os contribuintes à mercê de perigos.

Tom Dart, xerife do Condado de Cook, 9 de Outubro de 2008".

Quantos xerifes existirão nos Estados Unidos? Se todos seguissem estes conselhos, por certo aliviariam um pouco a pressão sobre as famílias endividadas para quem o governo se está borrifando. 

 

Fonte: People's Weekly World

publicado por salvoconduto às 00:01
link do post | comentar | favorito
15 comentários:
De Suzette a 17 de Outubro de 2008 às 00:35
A banca precisa sempre de alguém para lhe fazer o trabalho sujo.
De Bluevelvet a 17 de Outubro de 2008 às 00:51
Que espectáculo de xerife.
Por cá também faziam falta uns quantos.
Beijinhos
De maria a 17 de Outubro de 2008 às 01:14
Cá pra mim este Xerife vai deixar de o ser rapidamente....
Assim funciona o país das amplas liberdades... para tudo...

Abreijos
De Lúcia a 17 de Outubro de 2008 às 08:11
Palavras sábias desse homem, que há-de encarar o trabalho com alguma dor: ver pessoas é algo só ao alcance de alguns.
Beijos
De Pedro Oliveira a 17 de Outubro de 2008 às 09:17
Este Homeme merece todo o apoio e solidariedade.Ganda xerife!
De Hertz a 17 de Outubro de 2008 às 10:50
xerife com as armas no sítio
De Ferreira-Pinto a 17 de Outubro de 2008 às 11:00
Pois, como já aqui se disse acima, os senhores da banca gostam que os outros lhes façam o trabalho sujo!
Mais a mais, memso nos EUA penso que o direito dos interessados (ainda que terceiros) à audiência prévia existe!
De Carol a 17 de Outubro de 2008 às 11:42
Ainda há gente com eles no sítio!
De Ana Camarra a 17 de Outubro de 2008 às 11:46
A Prova que mesmo nos EUA á gente muito boa.
A Prova que vale a pena ter esperança enquanto existirem homens destes no mundo.
Grande Exemplo de humanidade.

beijos
De patti a 17 de Outubro de 2008 às 13:04
Aplaudo de pé.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Cá se fazem cá se pagam

. Eles aí estão

. Está o caldo entornado...

. O gesto é tudo

. E a Ucrânia ali tão perto...

. De capa e batina

. Subscrevo

. Gorduras do estado

. Curtas

. Podias andar de Clio? Pod...

.arquivos

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.subscrever feeds