Terça-feira, 6 de Janeiro de 2009

Guerra e paz

Israel está deveras interessado na paz, e demonstra-o ao recusar liminarmente a propostas da União Europeia de enviar observa-dores internacionais para a Faixa de Gaza.

A ministra dos Negócios Estrangeiros de Israel, Tzipi Livni, uma das principais candidatas a converter-se em primeira-ministra nas eleições de 10 de Fevereiro, disse que não via motivo para instalar uma força de observação e supervisão. Ao que parece a sua principal preocupação no momento são as sondagens das eleições...para já o score é "bastante bom", já vai em 530 mortos e milhares de feridos, na sua esmagadora maioria civis e crianças.

Recorde-se que quando começou a invasão não havia mortos nem dum lado nem do outro.

Também o Alto Comissário da ONU para os Refugiados, António Guterres, pediu hoje um "estrito" respeito dos princípios humanitários no conflito de Gaza, principalmente o que garante o direito de todas as pessoas que fogem de uma guerra a procurar segurança noutro país. Uma vez mais Israel não está de acordo e Mubarak ajuda à missa, mantendo a fronteira do Egipto fechada. Claramente não há como fugir da Faixa de Gaza até o genocídio estar completo...

Entretanto a ocidente onde as paixões cegam os homens, poucas esperanças restam de que algum líder mundial pare estes estragos de motivação eleitoralista. Mas para que fique registado para a história, são cúmplices desses crimes.

Há ainda quem utilize como argumento que tudo isto é uma operação "defensiva" por parte de Israel, curiosamente o mesmo disse a Alemanha de Hitler quando ocupou a Checoslováquia em 1939, que era uma "acção defensiva" para evitar os atentados checos contra a minoria alemã dos Sudetas.

Quantas mortes mais de um lado e de outro? Quantos crianças haverá que permitir que Israel mate, antes que nos pareça excessiva a vingança? 1.000? 10.000? 100.000?

publicado por salvoconduto às 00:01
link do post | comentar | favorito
13 comentários:
De Suzette a 6 de Janeiro de 2009 às 01:15
À luz desse raciocínio de "acção defensiva" parece que tudo vale. Até me admira não ver a Índia invadir o Paquistão ou a utilizar contra ele armas nucleares, provada que está a nacionalidade daqueles que conduziram o ataque terrorista ao hotel de Bombaim e que causou 170 mortos.
De Ana Camarra a 6 de Janeiro de 2009 às 01:25
1º Essa Ministra mete-me nojo, até me dá aflição.
2º Ontem ouvi um comentador de um telejornal qualquer dizer que acima de tudo tem de se defender o direito que Israel tem de se defender.
3ºHoje ouvi uma enviada especial dizer que existem tuneis, através dos quais a faixa de Gaza é abastecida de armamento e outros materiais, portanto o bloqueio é relativo.


NÃO SEI COMO ESTA GENTE CONSEGUE DORMIR.
VER O SEU REFLEXO AO ESPELHO
OLHAR PARA OS SEUS FILHOS
PROFERIR PALAVRAS COMO HUMANO OU AMOR

é aflitivo

beijos
De Viana a 6 de Janeiro de 2009 às 01:55
Claro que Israel não está interessado. As eleições internas são só a 10 de Fevereiro.
Estivesse a comunidade internacional interessada e por certo haveria paz.
De Anónimo a 6 de Janeiro de 2009 às 02:01
De uma coisa tenho a certeza, estão a transformar aquela região num barril de pólvora. A ver vamos.
De maria a 6 de Janeiro de 2009 às 02:15
Há quem precise de sangue para se embebedar.
É o caso dos governantes de israel, que não se embebedavam há um tempo...
O que acabei de escrever é um perfeito disparate, mas não tenho outras palavras para classificar o disparate (estou a ser boazinha) que eles estão a fazer...

Beijo
De toulixado a 6 de Janeiro de 2009 às 03:07
Estou a gostar é do "papelaço" que Hosni Mubarak está a desempenhar ao ajudar ao bloqueio. Ou me engano muito ou ainda vai pagar isso bem caro internamente.
De Pedro Oliveira a 6 de Janeiro de 2009 às 09:28
Um conflito onde só os politicos é que são os culapdos, que se cumpram as resoluções das Nações Unidas, continuo a não perceber para que serve a ONU.Devo ser "Euribor"!
De Bluevelvet a 6 de Janeiro de 2009 às 12:16
Não percebo a atitude do Egipto...
Abreijinhos
De justine a 6 de Janeiro de 2009 às 15:27
A indignação é tanta, que apenas apetece o silêncio. Mas é preciso denunciar, é preciso desmascarar, como estás a fazê-lo. Senão seremos todos cúmplices deste crime odioso.
De jrd a 6 de Janeiro de 2009 às 15:29
1.000.000? Até ao último?...
O mundo não seve sequer para cangalheiro, limita-se a ser o coveiro cúmplice.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Cá se fazem cá se pagam

. Eles aí estão

. Está o caldo entornado...

. O gesto é tudo

. E a Ucrânia ali tão perto...

. De capa e batina

. Subscrevo

. Gorduras do estado

. Curtas

. Podias andar de Clio? Pod...

.arquivos

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.subscrever feeds