Terça-feira, 27 de Janeiro de 2009

Menos um a massacrar o povo do Congo

 

Já vos falei aqui, aqui e aqui sobre este torcionário em terras do Congo, Laurent Nkunda, líder militar de uma das guerrilhas rebeldes mais ferozes da República Democrática do Congo. Pois para sossego das populações caiu, depois de perder o apoio das tropas do Ruanda, seu principal aliado na região.

Nkunda, de etnia Tutsi, foi preso no Ruanda, quando se encontrava em fuga do Congo, onde as forças governamentais e do Ruanda se aliaram para combater os rebeldes Hutus. Segundo a versão oficial desta força conjunta, Nkunda passou a ser um obstáculo para a paz, principalmente por se negar a apoiar o destacamento ruandês no Leste do Congo.

Recordo que Hutus e Tutsis protagonizaram a maior sangria na zona. Ainda estão por sarar as feridas do massacre de 1994, quando soldados e fanáticos hutus, instigados pelo Governo e suas emissoras de rádio, mataram cerca de 800.000 Tutsis, com o silêncio cúmplice do ocidente, mais interessado nas riquezas do subsolo daquela região.

Nkunda, de 41 anos, é um antigo estudante de psicologia que cedo pegou em armas. Durante o genocídio ruandês uniu-se à Frente Patriótica Ruandesa (FDR), em luta contra os poderosos Hutus que controlavam o país. Ao acabar esta guerra, formou parte do exército congolês para combater o ditador Mobutu Sese Seko. Com a caída de Mobutu, Nkunda criou a sua própria guerrilha para enfrentar o presidente Joseph Kabila.

Sobre Nkunda pesam acusações de crimes contra a humanidade. Pode ver mais pormenores nos anteriores posts linkados em cima.

Os conflitos naquela região estão muito longe de cessar. Enquanto ali houver cobre, urânio, ouro e cobalto apenas os actores mudarão. Entretanto os interesses ocidentais realinham-se no tabuleiro de xadrez e apoiam a seu bel-prazer as facções em disputa pelo controlo daquelas riquezas.  

 

Fonte: El País  

publicado por salvoconduto às 00:01
link do post | comentar | favorito
16 comentários:
De Ana Camarra a 27 de Janeiro de 2009 às 00:06
È só menos um Salvo, só menos um...
Estruturalmente continua tudo igual.

Beijos
De Ana Camarra a 27 de Janeiro de 2009 às 00:07
Desculpa?! Psicologia?!
De Suzette a 27 de Janeiro de 2009 às 00:36
Outro responsável por idênticos massacres e por forçar as crianças a serem soldados está agora a ser julgado no TPI. Espero que este também lá vá ter e expie as suas culpas, se bem que para mim o TPI não seja muito de levar em conta dado que só julga alguns.
De toulixado a 27 de Janeiro de 2009 às 00:40
Não sei porquê tem cara do que é, se é para essas coisas é preciso ter cara! E ainda por cima estudava psicologia, devia ser para refinar as torturas.
De Viana a 27 de Janeiro de 2009 às 00:50
O amigo dos states foi e de pronto caiu. Ele há coisas.
De maria a 27 de Janeiro de 2009 às 01:04
África tem ainda muito que penar... este é só um, de tantos...
Já na América Latina o vento está a soprar bem e na direcção boa....

Abreijos
De Carlão a 27 de Janeiro de 2009 às 01:10
Não sei se a comentadora acima se refere a Thomas Lubanga, conhecido por Dr. Congo e responsável pelo recrutamento de meninos-soldados. Em todo o caso aqui fica o nome do traste. Quanto a Nkunda, tem muitos amigos no Ruanda, não sei se o extraditarão para o Congo, não sei não.
De São Banza a 27 de Janeiro de 2009 às 01:25
Deixou , por agora.
E , provavelmente, porque deixou de interessar a alguém que continuasse.
Mas , sim, ainda bem: menos um!
África é um continente desgraçado.
Tudo de bom.
De Samuel a 27 de Janeiro de 2009 às 01:26
Pegando na deixa da Ana, não interessa o nome pomposo dos cursos que muitos desses "dirigentes" africanos ostentam.
Durante todo tempo que passaram na Sorbone, ou em qualquer Universidade inglesa, ou alguns nas portuguesas, aquilo que mais ocupo a mente de muitos deles, como a História nos demonstra a cada dia, foi estudar a melhor maneira de voltarem para os seus países com um grande esquema de poder e aquisição de imensas fortunas.
De Bluevelvet a 27 de Janeiro de 2009 às 03:50
Como dizes, menos um.
E neste tipo de tabuleiros, cada peça que cai é um xeque-mate.
Abreijinhos

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 10 seguidores

.pesquisar

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Cá se fazem cá se pagam

. Eles aí estão

. Está o caldo entornado...

. O gesto é tudo

. E a Ucrânia ali tão perto...

. De capa e batina

. Subscrevo

. Gorduras do estado

. Curtas

. Podias andar de Clio? Pod...

.arquivos

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.subscrever feeds