Segunda-feira, 4 de Maio de 2009

Estados Unidos continuam fiéis a si próprios?

 

 

 

 

Em mais uma demonstração da política irracional seguida por várias administrações norte-americanas contra Cuba e contra a cultura no mundo o governo dos Estados Unidos não concedeu o visto ao cantor Silvio Rodriguez para assistir à homenajem ao músico Pete Seeger.

O autor de uma centena de grandes canções, pretendia participar juntamente com outros autores na homenagem na cidade de Nova Yorque a Pete Seeger, que decorreu ontem por ocasião dos noventa anos desse famoso artista, que o Samuel muito bem recordou no seu blogue.

Num mail para a irmã em Havana e enviado desde Paris onde estava em visita, Silvio Rodriguez confirma que não recebeu do governo de Obama o visto para viajar, questiona a decisão do Departamento de Estado e acrescenta:

"Podes passar este mail ao Tao, o neto do Pete Seeger, e ao Bill o advogado, com a minha gratidão pelos seus esforços e com o meu pesar pelo pouco respeito que o Departamento de Estado mostrou pelo convite que me fizeram para celebrar os 90 anos do querido Pete Seeger, lenda viva da canção norte-americana.

Creio que a atitude do Departamento de Estado é muito contraditória com o desejo expressado pelo presidente Obama de uma aproximação com Cuba. Como trabalhador da cultura cubana continuo a sentir-me tão bloqueado e discriminado como por anteriores governos. Oxalá isto mude de verdade algum dia."

Esta atitude  não é para admirar, os Estados Unidos nunca gosta-ram de "terroristas" como Silvio Rodriguez e Pete Seeger...

 

ADENDA:

 

Publico abaixo a carta que Sílvio Rodriguez enviou ao seu amigo Pete Seeger:

 

"Admirado y querido Maestro Pete Seeger:

En estos momentos se está celebrando el concierto de homenaje que decenas de cantores justamente te ofrecen. Pasan por mi mente algunas de las veces que tuve el privilegio de disfrutar de tu talento seductor de multitudes. Así te recuerdo  en La Habana, cantando solidario junto al Grupo de Experimentación Sonora; así te recuerdo en aquella gira dedicada a Víctor Jara, por varias ciudades de Italia; y así también revivo aquella helada noche de febrero de 1980 en que respondiendo a tu llamado viajamos desde Nueva York hasta Poughkeepsie y te escuchamos “Snow, Snow”, obra maestra de quien se hizo preguntas ante un paisaje invernal.

Traté de volver a estar contigo hoy, pero, como bien sabes, no me dejaron llegar los que no quieren que los Estados Unidos y Cuba se junten, se canten, se hablen, se entiendan. Son los que piensan que el mundo se divide en poderosos y en débiles; los que sólo aprecian a los que son ricos y fuertes. Son los que no nos perdonan que aún siendo pequeños hayamos decidido vivir de pie. La realidad grita que cada vez deben ser menos estos brutos,  pero de alguna forma esa minoría todavía impera y manda. Algunos de ellos vieron un peligro en que nos encontráramos y que un simple acto de fraternidad simbolizara a dos pueblos vecinos que pueden coincidir en canciones y afectos.

Pero no solo yo, querido Pete: todo mi digno y sin dudas mejorable país te admira, te respeta y celebra tus honorables nueve décadas defensoras de la justicia social, la paz y la cultura.

Aquí nadie te ve como un peligro sino como un extraordinario amigo que no nos dejan abrazar con la libertad que quisiéramos. Por eso, más que yo, toda esta Cuba que te quiere, bloqueada todavía por los abusadores, está a tu lado ahora cantando tu profética We Shall Overcome y nuestra martiana Guantanamera.

Un beso para Toshi y un fuerte abrazo para ti de

 

Silvio Rodríguez Domínguez."

publicado por salvoconduto às 20:39
link do post | comentar | favorito
11 comentários:
De Viana a 4 de Maio de 2009 às 23:12
Dois ícones que adoro houvir e que marcaram gerações. A atitude do governo dos Estados Uniddos é deplorável e absurda.
De maria a 5 de Maio de 2009 às 01:57
Quem é que disse que Obama iria ser o tal da "mudança".
Mudou, sim, mas foi de casa...

Abreijos
De Carlão a 5 de Maio de 2009 às 02:16
O que para aqui vai! Estive fora e só agora me dei conta dos posts anteriores!

Quanto a este dá que pensar. Então anunciam um alívio nas viagens para Cuba ao mesmo tempo que as fecham em sentido contrário?!
De suzette a 5 de Maio de 2009 às 02:27
Pete Seeger merecia ser Nobel da Paz e dispensa mais comentários. Sílvio Rodriguez e Pablo Milanez são dois ícones da música cubana e latina, não merecem este tratamento dos Estados Unidos.

Shame on you!
De violeta a 5 de Maio de 2009 às 07:34
E é aprtir de agora que Obama passa a mau...
Naõ quue defenda a sua atitude, mas irritou-me profundamente um endeusar de um homem. Aprendi que mais facilmente se escorraça quem se adorou...
as pessoas que endeusam assim tornam rapidamente os outros de bestiais a bestas...
Vejamos o resto dos comentários...
bjs
De Carlos Barbosa de Oliveira a 5 de Maio de 2009 às 13:47
Como escrevi na altura, apesar de satisfeito com a eleição de Obama, não embandeirei em arco. Saudei a vitória de Obama, esencialmente porque representava o fim da era Bush, mas era também um sinal de esperança.
Nunca tive ilusões, no entanto, sobre uma coisa: seja nos EUA, na China, ou na Coreia do Norte, não é a mudança de um homem que muda o funcionamento do país. Como se vêm em Portugal, aliás, onde o espírito salazarento e a mentalidade de Estado Novo ainda está bem arreigada no espírito de muita gente.
Mudar a mentalidade do povo americano vai demorar séculos, apenas um pouco menos do que conseguir que os procedimentos dos quadros da Administração sejam diferentes e respeitem as orientações de quem manda.
Nada que não conheçamos por cá, também...
De Samuel a 5 de Maio de 2009 às 16:42
Há coisas fantásticas, não há? Estes artistas são muito perigosos!

O assunto teve "continuação" aqui... e agora vai fazer ping-pong para lá... :-)))

Abraço.
De jrd a 5 de Maio de 2009 às 18:35
Es por eso que "te doy una cancion" de libertad.
De Diogo a 5 de Maio de 2009 às 18:57
Obama é um boneco articulado tal como Bush.

Embora considere verdadeiramente criminoso o bloqueio a Cuba que já dura há meio século, no caso do cantor Silvio Rodriguez abro uma excepção. Não que não goste da música, mas a voz não ajuda por aí além…
De Lúcia a 5 de Maio de 2009 às 21:49
Estou como o Carlos.
E o Obama ainda tem um longo caminho a percorrer para demonstrar verdedira diferenças. E elas, às vezes, estão nestes 'pormenores'. A ver vamos

Beijos

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 10 seguidores

.pesquisar

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Cá se fazem cá se pagam

. Eles aí estão

. Está o caldo entornado...

. O gesto é tudo

. E a Ucrânia ali tão perto...

. De capa e batina

. Subscrevo

. Gorduras do estado

. Curtas

. Podias andar de Clio? Pod...

.arquivos

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.subscrever feeds