Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

Dia de vergonha para a Irlanda e para a Igreja Católica

Porque é que cada vez mais se associa a igreja católica aos abusos sexuais de crianças? Agora é a vez da Irlanda, milhares de menores foram objecto de abusos sexuais e torturas físicas e psíquicas em instituições estatais dirigidas por religiosos durante quase 70 anos, como o revela um relatório elaborado por uma comissão governamental. Os abusos, que o documento qualificou de situação "endémica" naquele país, provocaram que várias gerações de crianças, dos dois sexos, entregues ao cuidado dessas instituições vivessem diariamente os castigos corporais.

A Comissão irlandesa para os Abusos a Menores foi criada em 2000 para aclarar numerosas denúncias de abusos sexuais ocorridos desde 1940 em escolas públicas, orfanatos, centros para doentes mentais e em outras instituições estatais, que, na sua maioria, eram administradas por sacerdotes e freiras da igreja católica irlandesa.

O relatório, de cerca de 2.500 páginas, é um autêntico catálogo de "abusos sexuais crónicos" e de maus tratos físicos e emocionais infligidos "sobre milhares de menores desfavorecidos, abandonados e esquecidos" tanto por religiosos como por pessoal laico. O texto lança duras críticas contra a hierarquia católica irlandesa, a qual acusa de passividade ante os abusos cometidos por indivíduos reincidentes.

Pelo contrário, o relatório denuncia que a principal preocupação da hierarquia católica era "a má publicidade e os potenciais escândalos" que se gerariam se se chegasse a conhecer a verdadeira dimensão dos abusos. Limitavam-se a transferir os agressores para outro lugar onde na maioria dos casos voltavam a molestar as crianças.

O bem-estar das crianças nem sequer era tomado em consideração e mesmo agora depois desta investigação que custou ao estado irlandês mais de 70 milhões de euros, nenhum pedófilo será levado perante a justiça, dada a conivência entre o Ministério da Educação e a Igreja Católica.

Deixo-vos com o último parágrafo do relatório e com a raiva de quem se sente impotente:

"E se as condições de habitabilidade eram frias, húmidas e básicas", os castigos corporais eram perversos, severos, arbitrários e imprevisíveis nas instituições onde os menores viviam com o terror diário de não saber por onde iria chegar o próximo abuso."

 

Fonte: publico.es

publicado por salvoconduto às 20:38
link do post | comentar | favorito
11 comentários:
De mdsol a 20 de Maio de 2009 às 21:22
Já em tempos vi um documentário sobre este assunto que me deixou arrepiada. Mas arrepiada mesmo. Coisas impensáveis. Doía ver adultos a falarem de como foram abusados sistematicamente em crianças. Pessoas que só por milagre continuavam. Desesperante e revoltante.
De hb a 20 de Maio de 2009 às 21:53
NOJENTO! Estes gajos metem-me asco! Ainda mais porque normalmente se aproveitam das dificuldades e fragilidades destas crianças para fazer o que fazem!
De Si a 20 de Maio de 2009 às 22:21
Há coisas que não se conseguem, de facto, comentar.
Só se consegue sentir uma profunda revolta, uma vergonha absoluta de serem humanos a comportarem-se pior do que animais.
De justine a 20 de Maio de 2009 às 22:45
Revoltante. Tão revoltante que nem sei que dizer mais perante tais crimes hediondos. E essas gente repugnante ficará, mais uma vez, sem castigo...
De anamar a 20 de Maio de 2009 às 23:23
Um insulto à dignidade humana!
A imundice da igreja é arrepiante!
:))
De Samuel a 21 de Maio de 2009 às 00:49
Está podre!!!
De maria a 21 de Maio de 2009 às 03:13
Há posts que eu não consigo comentar.
Agoniam-me, não tenho palavras.
Este é um deles...


De Lúcia a 21 de Maio de 2009 às 10:38
Mas agora quero ver é a atitude que a Igreja vai tomar.
Beijos
De Ana Camarra a 21 de Maio de 2009 às 19:08
Como se já não bastasse o abandono, a má nutrição o serem muitas vezes indesejados, ainda tem de sofrer á mão de que deveria e protege-los...
Infelizmente, da Igreja Católica Apostolica Romana espero tudo!

beijos
De Cris Caetano a 21 de Maio de 2009 às 22:28
Revoltante! "E vai levar muito tempo pra se reparar esse pecado..." dizia um padre, ou bispo, sei lá. Não, não há como reparar isso, a não ser que se coloquem os culpados encarcerados.

Abreijos

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Cá se fazem cá se pagam

. Eles aí estão

. Está o caldo entornado...

. O gesto é tudo

. E a Ucrânia ali tão perto...

. De capa e batina

. Subscrevo

. Gorduras do estado

. Curtas

. Podias andar de Clio? Pod...

.arquivos

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.subscrever feeds