Quarta-feira, 9 de Julho de 2008

O banquete dos "deuses"

Um menu de reis para "digerir" a falta de alimentos no mundo assim titulava o Elmundo e dava a conhecer que enquanto as economias emergentes pediam à ONU a sua intervenção para atenuar a crise alimentar, Bush, Merkel, Brown, Berlusconi, Sarkozy, Fukuda, Harper e Medvedev com as suas respectivas mulheres ofereciam-se a si próprios um opíparo festim composto por nem mais nem menos 19 pratos.

Os líderes do G8 dizem-se preocupados com a escalada dos preços dos alimentos e cansaram-se tanto a discutir esta matéria que o melhor foi retemperar forças com um festim gastronómico.

Desde milho com caviar, atum com abacate, gelatina de soja, passando por salmão fumado, ouriços do mar. Cerca de vinte criações com todo o tipo de alimentos: gambas, vitela, verduras...as melhores iguarias para os mais poderosos.

A crise alimentar presente durante toda a primeira jornada do encontro do G8 evaporou-se na hora da refeição. Com o nome "Bençãos da Terra e do Mar", o menu preparado pelos chefes japoneses deleitou os comensais com pratos típicos da ilha de Hokkaido. O cozinheiro do festim era Katushito Namakura,  primeiro chefe japonês a ganhar uma estrela Michelin.

Reagiu e bem Dominic Nutt, da ONG "Salvem as Crianças", foi uma das mais críticas com a atitude dos primeiros ministros. "É profundamente hipócrata que os líderes mundiais comam prato atrás de prato quando há uma crise alimentar e milhões de pessoas não têm que comer".

Diversas organizações exigiram que os chefes de estado do G8 cumpram as promesas de ajuda e desenvolvimento feitas em 2005. Na altura prometeram aumentar a ajuda a África em 50.000 milhões de dólares até ao ano 2010, coisa que até agora não cumpriram e até se teme que venham a desdizer o acordado.


É preciso "ter estômago" para um festim como estes.
Os G8 dispersará certamente do encontro, tal como dispersava antigamente, do circo ou dos festins, qualquer romano...

publicado por salvoconduto às 00:10
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De toulixado a 9 de Julho de 2008 às 17:14
Depois de ler isto até fiquei a arrotar. Os ditos senhor falam de crise alimentar ao mesmo tempo que se alambazam?
De zeca gallo a 9 de Julho de 2008 às 22:58
Eles comem tudo, eles comem tudo e não deixam nada.
Mas até quando?
Gostei de conhecer este blogue.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Cá se fazem cá se pagam

. Eles aí estão

. Está o caldo entornado...

. O gesto é tudo

. E a Ucrânia ali tão perto...

. De capa e batina

. Subscrevo

. Gorduras do estado

. Curtas

. Podias andar de Clio? Pod...

.arquivos

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.subscrever feeds