Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

30
Set09

Uma questão de semântica?

salvoconduto

Podem estar sossegados que não vou aqui falar da fumaça que ontem à noite pairava sobre o país. Para isso já bastou a panóplia de comentadeiros que logo a seguir invadiram os ecrãs, também eles a deitarem mais fumaça sobre o assunto. Olhem que não eram poucos, os dedos das mãos não chegam para os contar. Este "nicho de mercado" é que está a dar. Nem se admirem por eles esticarem o assunto, no fundo pegaram de estaca e olham pela vidinha.

Espantou-me foi o ar escandalizado que alguns deles foram demonstrando ao longo da noite perante o anúncio de que o sistema informático da presidência apresentava vulnerabilidades. Só se me viessem dizer que tinha falhas grosseiras de segurança é que eu ficava preocupado.

Juro que vi alguns a fazerem questão de esbugalhar os olhos e outros a revirá-los. Se vocês não viram é porque estiveram colados a um só canal ou então acharam por bem dar o tempo por melhor empregue em outras actividades.

Houve um que se interrogou o que seria agora do povo! Se o computador do presidente tinha vulnerabilidades que seria dos nossos! Que tínhamos que tirar isto a limpo, que o presidente e o primeiro-ministro tinham que garantir que os nossos émeiles estavam seguros! Oh balhamedeus! Esses dois podiam-me garantir a pezinhos juntos, jurar até pela mãezinha, mas neles é que eu não me fio!...

Em que raio de mundo vive esta gente que nos quer fazer crer que os seus computadores são fortalezas inexpugnáveis? Nem o Pentágono! Disso é prova as várias condenações a quem ali tem entrado ilegalmente e essas só são as dos casos que foram descobertos. Vulnerabilidades ainda existirão por muito tempo, quer se queira ou não porque os próprios sistemas operativos muitas das vezes já vêm com elas. Não se cuidem não!...

Não resisto perante a pérola do director do jornal i, o homem para dar maior credibilidade à sua moenga, fazendo o ar de convencido, atira: "e isto é tanto mais grave quanto a palavra vulnerabilidade é de uso militar, usada em tempo de guerra!"

Guerras à parte a que horas é que dá o próximo episódio dos Morangos com Açúcar? Novela por novela...

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D