Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

04
Dez09

"Eles", os portugueses

salvoconduto

 


Estou cansado e careca de ouvir falar "neles", nos portugueses. Cheguei um dia a julgar que fazia parte "deles", mas dada a forma como tanta gente importante a "eles" se refere, tenho que concluir que não. O mais certo é ser um povo que nunca conheci. Talvez habite entre o rectângulo luso e terras de Espanha, mas já começo a ficar farto.

Não há dia que não venha alguém dizer, quer nas rádios, nas TVs ou até mesmo no café, que "eles" são madraços, que vivem virados para o passado, que não sabem para onde ir, que estão no centro do mundo, que não sabem trabalhar, que não se lavam, que são dependentes, que não são informados, que são obnubilados, obcecados com o seu atraso, que não são bem Europa, não são bem África, não são bem Mediterrâneo, não são bem Atlântico, sei lá quantos adjectivos para "os" qualificar. Se repararem, quem isto diz são normalmente pessoas que começam todas as frases por "eu".

Com quem é que me cruzo afinal todos os dias, com os "eles", ou com os "eu"? Quem é que faz parte desse território situado entre o rectângulo luso e as terras de Espanha?

Ou será afinal que quem vive nesse país de faz de conta, entre o rectângulo luso e as terras de Espanha sejam afinal esses que dão pelo nome de "eu"? "Eu" que não são madraços, que não vivem virados para o passado, que sabem para onde ir, que não estão no centro do mundo, que sabem trabalhar, que se lavam, que não são dependentes, que são informados, que não são obnubilados, obcecados com o seu atraso, sei lá quantos adjectivos para os qualificar?

Os "eu" são os sociólogos tipo António Barreto, politólogos tipo José Adelino Maltez. Ambos me fizeram hoje saltar a tampa. O primeiro numa entrevista ao jornal "i", o segundo na Sic-Not. Já os "nós" são pessoas assim como o autor deste blogue, que habita no rectângulo luso. E vocês que aqui vêm, quem são? Onde vivem?

13 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D