Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

21
Jul08

29º aniversário da Revolução Sandinista

salvoconduto

A Nicarágua celebrou sábado o 29º aniversário da Revolução Sandinista. Milhares de partidários sandinistas reuniram-se no último Sábado (19) em duas praças públicas na periferia norte de Manágua para celebrar o 29º aniversário da vitória da revolução armada contra a ditadura de Anastásio Somoza.

Em 1979, um pequeno país da América Central desafiou o poderio norte-americano e fez uma revolução marcadamente popular chegar à vitória: a Nicarágua.

A revolução sandinista marcou mais um capítulo na longa história de luta da Nicarágua pela sua soberania. A ingerência dos Estados Unidos sobre a vida política da Nicarágua vem desde o século XIX. No começo do século XX, o governo de Washington ampliou sua influência, interessado em proteger seu monopólio sobre o canal entre os oceanos Atlântico e Pacífico, inaugurado no vizinho Panamá em 1914. A ostensiva presença norte-americana na Nicarágua gerou a criação de movimentos nacionalistas de resistência.

O principal líder guerrilheiro, Augusto César Sandino, foi morto em 1934 por ordem do então comandante da Guarda Nacional nicaraguense, Anastásio Somoza Garcia.

Em 1936, Somoza venceu as eleições presidenciais e inaugurou uma ditadura dinástica que atravessaria quatro décadas.

Em 1962, três anos depois da revolução cubana, o intelectual marxista Carlos Fonseca lançou o movimento guerrilheiro Frente Sandinista de Libertação Nacional, FSLN, com o objectivo de derrubar a ditadura da família Somoza e implantar um regime socialista no país. Em poucos anos a Frente Sandinista conquistou a simpatia da população, especialmente dos camponeses, que viviam em condições miseráveis e permanentemente aterrorizados pela Guarda Nacional somozista. Nos anos 70, com a exacerbação da tirania e da corrupção do governo, até mesmo os sectores burgueses e da classe média começaram a manifestar simpatia pelos sandinistas.

A crise atingiu um dos pontos mais altos em 1978, quando o jornalista Pedro Joaquín Chamorro, director do jornal La Prensa, foi assassinado por agentes de Somoza. Foi o rastilho para uma insurreição nacional liderada pelos sandinistas. Os guerrilheiros derrotaram a Guarda Nacional e tomaram o poder.

Anastásio Somoza Debayle, ditador desde 1967, conseguiu fugir do país para  Miami onde lhe foi negada a entrada pelo então presidente dos Estados-Unidos Jimmy Carter, acabando por encontrar refúgio no Paraguai.

Dois dias depois a capital Manágua caía nas mãos dos guerrilheiros e a revolução sandinista triunfava na Nicarágua.

Daniel Ortega era um dos nove comandantes que tomaram o poder em 19 de julho de 1979, depois de uma década de luta contra a ditadura de Anastásio Somoza Debayle, segundo filho de Anastásio Somoza García, que governou o país de 1936 a 1956, depois de receber o poder de uma invasão americana que derrotara a rebelião nacionalista de Augusto Cesar Sandino.

Junto de Ortega estavam presentes o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, das Honduras, Manuel Zelaya, assim como o presidente do Paraguai, o ex-bispo católico Fernando Lugo.

Também passaram por Manágua a filha e a esposa do guerrilheiro argentino Ernesto Che Guevara.


Fontes: Ansa Latina e tvcultura.com.br

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D