Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

04
Ago08

Zangam-se as comadres, descobrem-se as verdades?

salvoconduto

Um ex-ministro servo-bósnio assegura que na verdade houve um acordo entre Karadzic e Holbrooke. Buha reafirma o que o próprio Karadzic declarou na sua primeira declaração no tribunal de Haia.

O antigo ministro das Relações Exteriores servo-bósnio Aleksa Buha disse que houve um acordo entre Radovan Karadzic e o então mediador dos Estados-Unidos, Richard Holbrooke, de que aquele não seria perseguido pela Justiça internacional em troca da sua retirada da política e da vida pública.

Buha declarou à emissora de rádio Beograd que assistiu às conversações em causa "na noite de 18 para 19 de julho de 1996 em Belgrado" e que estiveram presentes também o ex-presidente sérvio e jugoslavo Slobodan Milosevic e o então ministro das Relações Exteriores jugoslavo, Milan Milutinovic.

"Tratava-se de que, na base de um acordo anterior, suponho que entre Milosevic e Holbrooke", explicou Buha, "devia formalizar-se que Karadzic enviara por escrito um texto afirmando que se retirava de todos os cargos e se comprometia a não se dedicar à política".

Assegurou que Karadzic assinou esse documento em Pale, localidade nas proximidades de Sarajevo onde esse ex-presidente servo-bósnio e presumido criminoso de guerra vivia e tinha a sua sede durante o conflito bósnio (1992-1995).

Buha afirmou que o próprio Holbrooke, artífice do acordo de paz de Dayton para a Bósnia, lhe disse nessa ocasião que depois desse documento o Tribunal Penal Internacional para a antiga Jugoslavia (TPIY), em Haia, "passaria a ser passado para Karadzic".

Segundo esse antigo político servo-bósnio, um pacto similar para que Karadzic "desapareça" a troco de não ser perseguido produziu-se um ano mais tarde em Banja Luka, cidade do noroeste de Bósnia.

O jornal de Belgrado "Blic" assegurou a semana passada, ao citar uma fonte próxima da CIA, que Karadzic gozou até ao ano 2000 da protecção dos Estados-Unidos, com base no acordo com Holbrooke.

A protecção informal foi-lhe retirada então, segundo essa fonte, porque foi captada uma conversação de Karadzic, por telefone, que revelou que este dirigia em segredo o Partido Democrático Sérvio (SDS) que fundou, com o que violou o pactado acordado.

Interessante será rever o filme "Na Sombra do Caçador" (The Hunting Party) de Richard Shepard e protagonizado por Richard Gere, de 2007, cujo argumento assenta na "caça" a Karadzic, demonstrando a impossibilidade de poder ser preso, quando a própria CIA não o podia fazer.

Não se admirem se dentro de dias aparecer nos jornais a seguinte  notícia: "suicidou-se um ex-ministro servo-bósnio"...

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D