Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

24
Nov10

Notas sobre a greve III

salvoconduto

 

 

 

"A greve é um direito inquestionável dos trabalhadores". Se repararam foi mais ou menos assim que quem se queria manifestar contra a greve e os grevistas começava.

 

Depois seguia-se o chorrilho do costume: "no estado em que o país está é um crime fazer greve"; "querem é continuar a viver à tripa forra com o dinheiro dos nossos impostos"; "não vão lucrar nada com isso, não sei porque a fazem"; até esta, juro que não estou a inventar: "a greve deveria ser feita exclusivamente pelos desempregados, os outros não podem ter razão de queixa".

 

Outras, muitas outras, todos deveremos ter ouvido hoje. Dispuseram para tal do tempo de antena e zelo necessários postos ao seu dispor pelas Tvs. Alguns chegavam mesmo a antecipar-se aos inquiridos colocando-lhes logo de início o preconceito, em jeito de pergunta, não fossem eles esquecer-se...

 

Continuam a esta hora a alimentar o ódio e a guerrilha do sector privado contra o sector público. Na blogosfera os posts sucedem-se minuto a minuto, todos eles com a tal declaração prévia, todos iguais.

 

Aqueles que até há pouco tempo se declaravam oposição e "alternativa", nem se dão conta que repetem à exaustão e com entusiasmo os argumentos dos ministros ou da bancada parlamentar ao lado.

 

Certinho e afinadinho, no Parlamento, o "centrão" chumbava hoje uma proposta para aumentar a tributação das mais-valias mobiliárias de 20 para 21,5.

 

Imparável esteve Helena André, a ministra do Trabalho. Vaticinava de manhãzinha que a adesão à greve se deveria situar entre 5 e 90%, se tivesse dito 0 e 100% não falhava de certeza, para à tarde acrescentar que a greve tinha tido fraca participação já que não houve aumento no consumo da electricidade...

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D