Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

11
Ago12

O Verdadeiro Segredo de Fátima

salvoconduto

 

 

 

Demorou mas finalmente foi revelado o último dos segredos de Fátima, ele aí está pela voz da única vidente no activo, Zita Seabra, que o mantinha bem guardado à espera de um sinal divino.


Há muito estava escrito que o "aparelho" da Zita acabaria por avariar, esse seria o sinal, a luz há muito aguardada, cumpre-se o milagre, finalmente o segredo foi revelado: cada aparelho de ar condicionado da marca Fnac seguia com um kit completo, um espião munido de um guarda-chuva com uma agulha na ponta e um funil para ouvir as conversas.

 

O mundo pode agora respirar de alívio, está agora mais seguro, era o último aparelho de ar condicionado daquela marca em funcionamento.


A dimensão da revelação é tal que o Procurador-Geral da República já mandou constituir um grupo de trabalho que terá por missão a proposta de canonização de Zita. A seguir num canal de tv próximo de si.

 

10
Ago12

Silly Season

salvoconduto

 

 

A temperatura continua a subir na Península Ibérica, nuestros hermanos também sofrem as agruras de um clima tão escaldante, que o diga o deputado do PP, Rafael Merino Lopez, o homem irritou-se com a atitude do presidente da Câmara de Marinaleda de fazer de Robin dos Bosques e não fez a coisa por menos, foi ao Twitter e desafiou Sanchez Gordillo, o presidente da dita câmara, a acabar com o escândalo de ter um chefe da polícia municipal a ganhar mais que o primeiro-ministro, ora toma, que é para veres como elas mordem. Apoiado! Foi a reacção de uns quantos jornais, "Europapress",  "El Economista", "Expansion", "Intereconomia", "Diario de Córdoba", para falar só nos mais conhecidos que de imediato resolveram publicar as indignadas palavras do deputado do PP. E pronto, isto até poderia ter sido uma história normal em tempo de Verão, só que tem um senão, é que a edilidade de Marinaleda não dispõe de polícia municipal.

 

E agora? Agora, um encharcado nas trombas do deputado e dos "excelentes" jornalistas era o mínimo. E julgava eu que o Sol só torrava os cérebros da Zita, com aquela história do espião dentro do aparelho de ar condicionado, ou do Procurador da República que resolveu abrir um inquérito para ver se ele ainda lá está...


Vai lá vai, vão prá sombra, muitos líquidos, pela vossa rica saúde.

 

09
Ago12

Saldos de Verão

salvoconduto

 

 

Juntou-se a fome com a vontade de comer, Mário Crespo e Zita Seabra ontem na SIC-NOT, a oportunidade não se podia desperdiçar, bora lá malhar no barão a que apelidam de vermelho e que em tempos foi responsável pela produção de aparelhos de ar condicionado.


Foi um fartote, riram-se, rebolaram um no outro, RDA, União Soviética, histórias de espiões, segundo eles em cada aparelho de ar condiciona-do vendido seguia um espião da RDA, voltavam a rir, voltavam a rebolar e mais uma vez Zita compunha a figurinha como só ela sabe compor, andou por lá mas na altura usava óculos graduados, agora usa lentes de "contacto", mas teima em pôr por cima os óculos comprados na candonga, por uma questão de estética, nem se dando conta que lhe dão cabo das vistinhas, cada vez está mais com vista curta, problema de somenos, garante ela, há sempre uma bengala por perto.

 

Hoje assisti de novo, desta vez o barão vermelho e Mário Crespo, novamente na mesma estação. Seria normal Mário Crespo dar asas ao desvario de ontem, mas confesso que me dá dó, mesmo em se tratando de um ser por quem não nutro a mínima simpatia, mostrou-se igual a si próprio, incapaz de confrontar o empresário com o regabofe do dia anterior atirando para cima de Zita o odioso da questão, engolindo em seco a todas os comentários do dito barão, todas não, também tenho que ser justo, balbuciou com duas, a primeira que o então presidente Mário Soares se havia negado a comprar aparelhos de ar condicionado para a presidência da república, temente que lhe saísse um espião do aparelho, olhe que não, respondeu-lhe o barão, não só comprou como até sou fundador da Fundação Mário Soares, a segunda que a empresa do barão se tinha "acomodado" num terreno no valor de 900.000 euros pelo qual terá pago apenas 100.000, "até poderia ter sido um euro, tratava-se de um valor simbólico pelo empreendimento e mais valias que iria gerar para a região de Abrantes, mas mesmo assim esse valor fora fixado pela autarquia e pelo Tribunal de Contas", contrapôs-lhe o barão, "foi uma honra tê-lo aqui" foi a resposta de Crespo.

 

Conhaque? Por mim prefiro um cálice de Porto. Já quanto a barões nem verdes nem vermelhos, cromados, como o que tenho no guarda-fatos.

 

08
Ago12

O faxina de serviço

salvoconduto

 

 

Utilizam de tudo um pouco, poeira, areia, água, até gás pimenta nos atiram para os olhos. De plantão está Pedro Correia, especialista pago pelo ministério de Miguel Relvas, melhor dizendo e como ele tanto gosta de dizer, pago pelo contribuinte. No "Delito de Opinião" ou no "Forte Apache", a trincheira do governo, Pedro Correia mostra-se um às na arte com um artigo diário, a que chama "gorduras do Estado".

 

De megafone na mão vai denunciando os supostos abusos cometidos pelos infiéis à causa laranja. Imagino-o no gabinete de Relvas a passar a pente fino tudo o que possa depois utilizar da janela do "Delito" ou do alto da paliçada do "Forte Apache".

 

Ontem gritava ele ao megafone: "Nunca ninguém falou da Comissão Nacional para o Centenário da República. Essa comissão, para além de ter um orçamento de dez milhões de euros, que é uma coisa que não se entende, num país que não é pobre desde ontem, foi criada em 2008, as comemorações tiveram lugar em 2009 – e foi uma festarola. Os livros editados chegaram a pouquíssimos cidadãos e gastou quase 100 mil euros num torneio de golfe para o centenário da República. Um torneio de golfe! E outros 100 mil euros só para o seu site. Um site por 100 mil euros?".

 

Hoje grita de novo: "O município de Fronteira decidiu investir 380 mil euros no relvado sintético de uma freguesia com pouco mais de mil habitantes – uma obra anunciada em 2011."

 

É claro que os "transeuntes" se entreolham, coçam a cabeça e vão acenando que sim, "que raio de escandaleira", não se dando conta na maior parte das vezes que Pedro Correia não grita o pregão na totalidade e omite o que mais lhe convém.

 

Pegando nos dois "escândalos" acima: contrariamente ao que afirma o tal relvado sintético não é para uso exclusivo da freguesia mas sim de todo o concelho de Fronteira como muito bem lhe lembrou um "transeunte" que prevenido já só lá passa com guarda-chuva e máscara de gás, o mesmo transeunte que igualmente lhe lembra que por lá "já não há urgências, não há maternidades, não há cirurgias, não há PT, EDP, a TV Digital vê-se mal, as freguesias e os tribunais são para acabar". Mas o especialista sabe o que faz, para isso lhe paga Relvas, omite que a Câmara de Fronteira é de maioria laranja, assim como que a ver se pega, é Alentejo logo são os comunas...


O "escândalo" de ontem traz igualmente água no bico, como eu adoro a criatura, omite que a dita Comissão foi nomeada por Cavaco Silva e tem a presidi-la outro destacado militante do PSD, Artur Santos Silva.

 

Não é em vão que se é contratado como especialista...

06
Ago12

Contorcionista

salvoconduto

 

 
Já vos disse aqui que até Outubro vão ter que levar com eles, depois de Daniel Oliveira é agora a vez de Rui Tavares, outro destacado subscritor do manifesto das alternativas, euro-deputado eleito pelo Bloco que por birra com Louçã decidiu integrar-se num outro grupo parlamentar, mais um que que malha nos partidos, logo ele que se atrelou a um para ser euro-deputado, o salário não é mau, principalmente nos dias que correm. Ainda houve quem garantisse na altura que ele iria entregar o mandato no Parlamento Europeu ao partido que o elegeu, sim abelha, ele aí está a dar aulas de democracia através do jornal o Sol, vai no sexto fascículo quando ainda faltam dois meses.

 

De vento em popa essa tal de "alternativa democrática" a fazer fé nas figurinhas que elege para divulgar a "mensagem" e desbravar o terreno até ao congresso.


Afirma ele que a República Portuguesa é uma "meia-democracia" já que "todos podemos votar, de vez em quando, mas num universo de 500 pessoas que, por sua vez, foram escolhidas por apenas cinco, que só uma minoria mastigada pelos aparelhos partidários e vetada pelo senhor feudal que manda no partido pode aspirar a ser eleita", ele lá sabe por onde tem andado, ao senhor feudal a quem serviu para ser eleito e a quem serve no momento com a aspiração de ser eleito de novo, a pasta é que não não larga, o cheque entra na conta bancária certinho e direitinho todos os meses, mas arrisca-se a ficar tortinho com tamanho contorcionismo, que se cuide ou não haverá indireita que lhe valha.

05
Ago12

Luta de titãs

salvoconduto

  

 

Depois de António Costa ter vindo a público acautelar o futuro e afirmar que podem contar com ele para vir a ocupar o cargo de secretário-geral da Fundação do Rato caiu o Carmo e a Trindade, António José Seguro reagiu como só ele sabe, enviou-lhe um luva por email e desafiou Costa para um duelo. Os seus padrinhos já escolheram as armas, teme-se o pior.

 

Álvaro Beleza, das hostes de Seguro, é o mais indignado, vontade não lhe falta para partir os dedos a Costa e facilitar o duelo ao seu líder, em declarações ao SOL, critica violentamente a entrevista do presidente da edilidade de Lisboa.


«Não é o momento mais feliz para António Costa vir dizer ‘presente’. Custa-me que um homem inteligente se arrisque a deixar a ideia de estar a fazer um frete ao Governo, depois de receber um bónus do Executivo, disse Álvaro Beleza. Uma referência à moeda de troca que o presidente da Câmara de Lisboa obteve pela cedência dos terrenos do aeroporto da Portela, que solucionou um contencioso que se arrastava há décadas e reduz a dívida da câmara em 43%». E depois dizem vocês que eu sou má-língua...

 

Nas lutas palacianas são eles bons, já fazer oposição ao governo de Passos Coelho é coisa que não sabem e têm raiva de quem sabe.

03
Ago12

Super Miguel

salvoconduto

 

 
O homem de quem se fala, Miguel Pais do Amaral. Finalmente é conhecido o homem que é administrador em simultâneo em 73 empresas, ainda faz uma perninha no Brasil e há quem jure que também o viu conduzir um táxi no tempo que lhe restava. Palavras para quê, é um artista português, um dos nossos super-heróis. Isto vai meu amigos, vai vai, com jeito ainda vai às cem.
 
02
Ago12

Verão quente

salvoconduto

 

 

O PREC da direita está no auge, rejubilam, contas "acertadas" com o mundo do trabalho, é vê-los ressurgir de todos os cantos onde desde 74 esperavam a sua grande oportunidade. O "seu" código de trabalho entrou finalmente em vigor, não tardarão a fixar "objectivos", quem não alinhar pela partitura terá a porta da rua à sua espera.


Finalmente o país está agora coberto de lés a lés pela cor laranja, nada escapou. Colhem o fruto à vontade, publicam leis para que os partidários não sejam abrangidos pelas que lançam sobre o comum dos mortais. Aos seus correligionários nas administrações da coisa pública é garantida a excepção, podem ter salários superiores ao do primeiro-ministro, mesmo que os resultados sejam os piores de sempre. Faria de Oliveira, José de Matos, António Nogueira Leite, Norberto Rosa, Rodolfo Lavrador, João Nuno Palma e Cabral dos Santos, todos com duas coisas em comum, o cartão laranja e cargo de administrador da CGD.


Multiplicam-se nas administrações, acumulam cargos, trinta empresas em simultâneo, um deles chega mesmo a 73. Os boys que chamaram para os gabinetes ministeriais na maioria dos casos continuam a receber 14 meses por ano. Catroga mete a sobrinha-neta na EDP que dirige. Pedro Rebelo de Sousa administrador da CGD, para a qual despende apenas 15% do seu tempo, passa agora a acumular mais um cargo de administrador, na Cimpor, para além do seu escritório de advogados que continua de vento em popa a realizar negócios com o Estado. A toda a parte chegam os vampiros, poisam nos prédios poisam nas calçadas, trazem no ventre despojos antigos.


Os inocentes úteis fazem-lhes o trabalho sujo, desdobram-se nas tvs, tecem loas aos mestres, que agora sim, Portugal chega-se ao pelotão da frente, lançam foguetes coloridos a uma só cor, laranja. Dizem que "hoje é um dia de libertação, dia em que gestores e empresários podem entrar pelas empresas, fábricas e escritórios e bradar uma nova mensagem aos trabalhadores: "Senhoras e senhores, de hoje em diante seremos finalmente mais competitivos: estão todos despedidos!".


Algures à volta de uma mesa opiparamente guarnecida, Álvaro Pereira, António Saraiva e João Proença trocam de novo brindes, missão cumprida, sob o olhar sorridente de Passos Coelho e António José Seguro que apertam as mãos, porreiro pá!

Pág. 2/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D