Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

13
Nov12

Pisca-pisca

salvoconduto

 

 

Sosseguem que não vou comentar a Convenção do Bloco, isso compete aos seus militantes, é a eles que cabe no sítio próprio decidir do seu futuro. Comento sim a actividade, porque pública, de um dos seus militantes que tem uma agenda muito própria, perito no preconceito e em estratégias fracturantes, traz uma lanterna destas modernas com leds que dão mais luz e mais brilho com a qual pretende mostrar o caminho àqueles a quem não se cansa de apelidar de cegos.


Daniel oliveira lança conselhos, acusações e outros desvarios a quem não alinhe na caminhada que gizou.

 

"O Bloco de Esquerda só pode fazer a sua parte: trabalhar para essa convergência com empenho e não facilitar a vida aos que, no PCP, querem continuar orgulhosamente sós e aos que, no PS, preferem conver-gir com a troika e com o PSD. Pelo meu lado, farei a minha parte no único partido em que posso, como militante, determinar alguma coisa esperan-do que os muitos comunistas que gostavam de ter um partido aberto ao diálogo unitário façam o mesmo no PCP."

 

Escreve tudo isto com a maior das calmas, ao mesmo tempo que a lanterna brilha, às vezes pisca, há até quem o confunda com um pirilampo ou vaga-lume.


Acredito, claro que acredito que o Bloco ainda possa ser o partido em que Daniel Oliveira como militante possa determinar alguma coisa, podem é cansar-se de o ver sistematicamente a querer ser mais papista do que o papa, dono da lanterna e da verdade absoluta. Fernando Rosas deve-o conhecer de ginjeira, tal a maneira como o colocou no seu lugar, sem rodriguinhos, ao que parece a esmagadora maioria dos delegados à Convenção do Bloco idem aspas, mas ei-lo que volta de novo à actividade em que navega melhor, ele aí está a tentar ganhar no Arrastão, de que é co-proprietário, o apoio que não teve no partido a que diz pertencer e é verdade que o recolhe, para ali comentar não é necessário ser militante ou sequer apoiante, foi lá a direita toda a louvá-lo e incentivá-lo a manter a lanterna ligada. Publicou ali a intervenção com que defendeu o seu projecto na Convenção do Bloco, certo de que teria o apoio de grande parte dos comentadores, são situações em que a direita não se faz rogada e aproveita um palco da esquerda para distribuir adjectivos e preconcei-tos contra o PCP e o Bloco, o homem incha e a lanterna brilha, e não corre o risco de ficar orgulhosamente só, terá a direita por companhia.


Ainda alguém o desafiou a colocar ali igualmente a intervenção de Fernando Rosas para os leitores terem uma perspectiva mais global do que estivera em discussão, vai lá vai, querias, pode ser pirilampo mas parvo não é.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D