Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

04
Ago11

Lembram-se deles?

salvoconduto

 

 

Estarão provavelmente amanhã reunidos numa missa para recordar os acontecimentos de há um ano em pleno deserto de Atacama no Chile cujo resgaste virou reallity show dirigido por Sebastian Piñera, o presidente daquele país, e servido ao mundo pelas cadeias de televisão mais interessadas no espectáculo que propriamente na salvação dos 33 soterrados.

 

"Espremeram-nos" até ao tutano, viajaram para os Estados Unidos, Grécia, Inglaterra e Israel. Quando não havia mais nada para espremer, as audiências ditaram que fossem largados para a dura realidade.

Uma grande parte está sem emprego depois do encerramento da mina, as sequelas psicológicas não os afectam só a eles, igualmente os familiares pagam a factura da situação traumática por que passaram.


"Não temos onde cair mortos", são as palavras amargas de Pedro Cortés, um dos sobreviventes que acrescenta que tem problemas psicológicos, não consegue dormir, endividado e sem trabalho. Tem apenas 26 anos e era dos mais jovens do grupo, odeia agora as entrevistas.

 

Os pais e a filha não tiveram o apoio psicológico de que necessitavam depois de todo o circo ser desmontado, por vezes a tensão entre eles é grande, irritam-se por qualquer coisa.

 

Apenas há dois dias a empresa mineira se decidiu a entregar os cheques compensatórios a 145 dos antigos mineiros que trabalhavam naquela mina, percebe-se bem porquê, em véspera de aniversário reavivam-se as memórias, é melhor manter a poeira assente no chão...

 

Algures numa outra parte do mundo estará a acontecer uma tragédia, os holofotes viram-se para lá, o palco está permanentemente montado. Tal como na antiga Roma a multidão salta de circo em circo através da pantalha da tv.

 

Inicia-se a época dos furacões, levantam-se as orelhas, quem sabe um novo terramoto como no Haiti. A desgraça por lá continua mas já não consegue atrair os holofotes. É este o admirável mundo novo.

 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D