Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

26
Ago11

Os gringos e os índios de Benghazi

salvoconduto

 

 

Começa agora outra corrida, ou melhor, já começou. A questão está em ver quem leva a dianteira. Se é certo que a França fez o melhor treino ao antecipar-se a toda a gente no reconhecimento daquele saco de gatos que leva o nome de CNT como governo de jure da Líbia, o certo é que nesta coisa de negócios nem sempre o que arranca primeiro terá garantido o melhor tempo.


Que o digam as empresas alemãs que também elas não esperaram pela queda de Trípoli. Vinte já haviam metido os pés ao caminho três semanas atrás, guiadas por Hans-Joachim Otto, secretário de estado da economia do governo de Ângela Merkel, transportados em avião militar até Benghazi.

 

Claro que à boa maneira ibérica, quando desembarcavam em terras da Índia ou das Américas ofertavam os indígenas com missangas, espelhos e panelas à mistura com o álcool necessário para lhes toldar o cérebro, também estes levaram as suas ofertas, com seringas e medicamentos pelo meio, alguns deles por certo fora de prazo, reafirmando até à exaustação que ali foram por bem e dispõem-se mesmo a fumar o cachimbo do chefe índio lá do sítio, contenha ele o que contiver.

 

Há quem salive demasiado e não se contenha. Ouro! Ouro negro! Exclamam ao pôr os pés em terra, terra que promete, para além do ouro negro tem muito escombro que é preciso reconstruir. Uma vez iniciada a reconstrução as oportunidades de negócio sucederão umas atrás das outras, com abundância e lucro também.


"Assim que o petróleo e o gás natural voltarem a jorrar, a Líbia será um país rico e nós também" deste modo se expressava Meier-Ewert um desses empresários em terras dos índios de Benghazi.


Um outro que leva o nome de Felix Neugar, perito da Câmara da Indústria e Comércio da Alemanha para as questões de África levanta o ânimo dos seus pares ao afirmar que apesar da Líbia ser mais rica do que os seus vizinhos africanos o nível das infra-estruturas é altamente inadequado, estando mais ao nível da Síria ou do Egipto, o que lhes garante desde logo pano para mangas, garantidos que estão os contratos celebrados com Kadhafi, agora é só expandi-los eliminados que foram alguns dos obstáculos.


Mas não julguem os capatazes de Merkel que por ali andam sozinhos, também outros estão a bater às portas de Benghazi, já por lá andaram os gringos chefiados por Mccain a mando de Obama, que nestas coisas do petróleo não se guardam ressentimentos, todos por todos desde que nós sejamos os primeiros.

 

Quem não está achar muita piada a estas viagens não programadas são os italianos da ENI que fazem o que podem para manter o estatuto nesta coisa do petróleo em terra que foi de Kadhafi e já garantiram um encontro entre Berlusconi e o líder índio Mahmoud Jibril.


Definida que esteja a pole position resta ao inocentes úteis do costume fazer alinhar os seus carros para dar mais colorido à corrida.

 

Garantidos parecem igualmente estar grandes eventos nas respectivas capitais a favor da caridade pró-Líbia, e dos negócios claro. Promete ser bonita a festa, pá, até o Arrastão foi convidado.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D