Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

17
Jan12

Uma querida

salvoconduto

 

 

Celeste Cardona não gostou nada de ouvir Eduardo Catroga afirmar que não sabia porque estava ela na lista para o Conselho Geral e de Supervisão da EDP. "Olha o velhaco!", terá ela desabafado entre amigos, "quem me lá pôs foi quem te pôs a ti, oh presunçoso de merda! E desde quando é que a coligação governamental foi desfeita?"

 

Não se conforma e lá voltou a repetir "olha o velhaco, velhaco e dança-rino, está bom de ver!" Mas lá teve ela que engolir em seco, pelo menos em público, já que Passos Coelho os alertou que ainda tem mais uma série de nomeações por fazer.

 

Esta coisa das velhacarias e ingratidões tem que se lhe diga, Catroga ela ainda tem que engolir,  pelo menos para já, não está é para aturar o sacana do puto do Jornal de Negócios, Pedro Guerreiro, aquele que não perdoa não ter sido chamado para um cargo no governo ou para uma qualquer fundação como foi o seu antecessor, Sérgio Figueiredo, nomeado por Sócrates administrador da Fundação EDP (é grande aquela casa...) e por isso sempre que pode desanca em todo o tipo de nomeações. Mas Cardona não está para aí virada e muito menos aceita o despautério do Pedrinho.

 

"Ainda tu mamavas já eu fazia pela vida!", reage ela, agora fora da roda de amigos, sabendo de antemão que Passos Coelho não vai à bola com o puto. Daí até à página do Facebook foi um tirinho. Lá está ela a perguntar: "ouve lá oh catraio, conheces-me? Julgo que não!".

 

Num sei, juro que num sei se se conhecem ou não, muito menos onde cada um pendura o pote, mas que algumas afinidades há, lá isso há e nem sequer preciso de ir à bruxa para o saber.

 

Hoje Celeste Cardona volta ao Facebook e descarrega que "ser mulher em Portugal ainda é difícil...!" Aqui é que eu encanito, já que há muita mulher a quem acusam de levar uma vida fácil que não se importaria de trocar com ela, já que a prostituição na vi(d)a pública está difícil para todas, oh se está...

 

Mas a Celeste não se cala, ela não é pessoa de se ficar, muito menos consentir e por isso deixa lá escarrapachado: "Isto dá que pensar! Eu deixei a política activa há cerca de 8 anos. Porque será que se continua a achar que, estando fora da política activa, estou na política. Deve haver um fenómeno qualquer, que eu desconheço e não compreendo, porque se continuar a laborar neste erro".

 

Oh minha santa aqui volto a entrar eu, se for preciso faço um desenho! Oliveira e Costa, Duarte Lima, Dias Loureiro, Eduardo Catroga, Jorge Coelho, Pina Moura, Fernando Gomes, o tipo dos robalos, eu sei lá, podia ficar aqui a noite toda a citar quem saiu da política activa e olha que foi a partir daí que todos resolveram a sua vidinha, oh se foi. Mas já agora oh Celeste tu vê lá se vais ao Caldas, é que ainda lá constas como membro do Conselho Nacional do CDS. Por amor de Deus deposita lá o cartão durante uns tempos, pelo menos até os chinocas te darem com os pés, já que o zé-povinho não vejo jeito, com a mania que anda de snifar naftalina e se esquecer depressa quem lhe faz a vida negra.

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D