Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

05
Mar12

O tio de Cascais

salvoconduto

 

 

De alecrim e manjerona é a guerra no seio do governo, cada um a chamar a si os dinheiros do QREN, a clientela pessoal é muita, os gabinetes ministeriais estão atolados de assessores e especialistas da coisa laranja mas ficaram muitos de fora, de modos que até dava jeito aplicar esse dinheiro em nichos laranjas controlados pelos próprios, que a vida está difícil assim se queixam Álvaro Pereira e Vítor Gaspar, há quem os tenha mesmo visto a discutir quantos amigos meteu um e outro.

 

É claro que esta guerra de divisões deixa marcas principalmente quando o quociente é pequeno e aí está um barão a começar a desapertar o nó da gravata incomodado pelos disparates de um governo que diz ser seu às segundas, quartas e sextas e a reclamar que não o comprometam às terças, quintas e sábados que ao Domingo é do Senhor.

 

António Capucho o tio de Cascais farto de ser encontrado em contrapé quando se põe na tv a defender o indefensável vem agora publicamente afirmar que o PSD "não existe", porque o governo tudo determina. Agastado como está, alguma reunião laranja não lhe deve ter corrido de feição, dispara para todos os lados e não poupa as munições, há quem me garanta que são de pólvora seca mas adiante, nem Cavaco escapa que no entender de Capucho devia ter lutado pelos subsídios de férias e de Natal.

 

Com o "sangue" a subir-lhe à cabeça adjectiva de "palhaçada" a política de Passos para o Poder Local e afirma que Miguel Relvas não é a pessoa certa para lidar com as autarquias como se aquela figurinha fosse capaz de lidar com o que quer que seja a não ser com aquilo que cheire a "negócio". Vai mais longe e considera a carta que Relvas enviou aos autarcas "uma autêntica vergonha" e que o ministro mais não fez do que "uma jogada de plateia".

 

Capucho remata que o PSD não passa de um partido "barriga de aluguer", pela capacidade que cada um de nós tem para pagar as quotas dos amigos para irem votar na nossa lista. O tio deve saber do que fala não é impunemente que se é barão há tanto ano, em todo o caso desabafe homem não se deixe entupir e sempre ajuda a baixar a pressão arterial, vai ver logo, logo, isso lhe passa, mais depressa até do que nós somos capazes de imaginar...

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D