Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

12
Set08

Chávez promete apoio armado à Bolívia se Morales for derrubado

salvoconduto

 O referendo que confirmou esmagadoramente Evo Morales como presidente da Bolívia não consegue calar os separatistas da direita daquele país, nem a acção costumeira dos Estados-Unidos face aos países da america latina.

Apenas trinta dias decorreram, a Bolívia vive à beira de um golpe de estado e a solidariedade vem-lhe de outro país do "Eixo da Esperança".

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou nesta quinta-feira que, se o presidente boliviano, Evo Morales, fosse "derrubado do poder" ou "morto", haveria "sinal verde para apoiar qualquer movimento armado na Bolívia".

Chávez alertou que o seu governo se considera autorizado a intervir na Bolívia e "realizar mobilizações de qualquer tipo" no país, se a oposição der um golpe de Estado contra Morales.

"Se derrubarem ou matarem Evo, os golpistas da Bolívia sabem que estariam me dando luz verde para apoiar qualquer movimento armado na Bolívia", afirmou Chávez numa mensagem, transmitida pela TV estatal da Venezuela.

Chávez garantiu que seu governo "quer a paz", mas que está disposto a "exigir respeito" para os governos e lideranças legítimas da América Latina. "Se a oligarquia financiada e armada pelo império dos Estados-Unidos derrubarem algum governo nosso, teríamos luz verde para iniciar operações de qualquer tipo para restituir o poder ao povo nesses países irmãos", afirmou.

"Quero que nossos governos e países vizinhos saibam: nós queremos paz, mas não estamos dispostos a morrer como Simón Bolívar em Santa Marta (Colômbia), nem como Allende no palácio de la Moneda", acrescentou Chávez.

Há duas semanas, ocorrem protestos contra Morales em cinco dos nove departamentos da Bolívia. Os governadores oposicionistas reclamam da redução do repasse de um imposto petrolífero, cujas verbas foram destinadas a um programa nacional de assistência aos idosos.

Manifestantes contra o governo invadiram e saquearam prédios estatais, enquanto camponeses e sindicalistas que apoiam Morales cercaram Santa Cruz pedindo a renúncia do governador oposicionista do departamento, Rubén Costas, tido como o principal líder dos protestos anti-Morales. Nesta quinta-feira, a onda de violência tinha feito quatro mortos.

Entretanto Morales declarou o embaixador americano na Bolívia, Philip Goldberg, "persona non grata" e ordenou a sua expulsão do país, acusando os EUA de estarem por trás da liderança dos protestos que abalam o seu governo.

Morales acusou Goldberg de apoiar grupos que fazem oposição e que têm iniciativas separatistas. Esses mesmos grupos promoveram dois ataques que danificaram gasodutos e prejudicaram o envio de gás natural para o Brasil.

Também o governo brasileiro reiterou nesta quinta-feira o apoio ao governo do presidente da Bolívia, Evo Morales. O assessor especial da Presidência para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, usou palavras duras contra as acções golpistas, que chamou de "actos terroristas intoleráveis". Disse que o Brasil não reconhecerá nenhum "intento de governo" que tente derrubar Evo. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva telefonou esta manhã para Evo Morales para lhe prestar solidariedade.

É nas horas más que se conhecem os amigos bem como os "democratas" que rejeitam desta forma o resultado de eleições livres e que estão sedeados no "país da democracia" e nas perfeituras golpistas da Bolívia.

15 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D