Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

30
Mar12

Estilhaços

salvoconduto

 

 

A vida no interior do PS não está fácil, longe dos tempos da vacas gordas, trocam-se mosquitos por cordas. Se no início do mandato de António Seguro o lema era "cada um vota com a sua consciência" agora a coisa fia mais fino e tenta-se por via da alteração dos estatutos daquele partido impor uma disciplina férrea, mas a coisa não está fácil.


Há quem peça mesmo a cabeça de Zorrinho, o líder parlamentar, mas este já ameaçou atar-se com uma corda à cadeira no parlamento, sair dali só morto. Não é nada, não é nada, mas o homem diz-se azarado e perseguido, ninguém lhe tira da cabeça de que está a ser vítima de macumba, ciciando por entre os dentes o nome do bruxo de Fafe, recusa mesmo comer frango já que ao que se diz é com uma galinha preta que aquele curandeiro lhe anda a tornar a vida no inferno.


Reclama Zorrinho que nem sequer chegou a sentar o traseiro na viatura de 245 cavalos que encomendara acabando por ser a criatura da solidariedade social a abotoar-se e a fazer um figurão com ela, agora até o lugarzinho no parlamento lhe querem retirar. "Nem morto", não se cansa de repetir, "daqui só saio com a vidinha garantida, se foi assim com outros porque não há-de ser comigo?"


Garantem as más línguas que no meio disto tudo anda também o dedo de Jorge Lacão que terá deixado cair numa reunião ao mais alto nível do partido que também ele enquanto líder parlamentar no tempo de Guterres se viu envolvido em semelhantes apuros e se demitiu, declarações que foram entendidas como um claro convite à demissão de Zorrinho. "Ah e tal não é a mesma coisa", garante Zorrinho, "Guterres fugiu, eu não". "Pois não, também não tinhas para onde fugir", ter-lhe-á respondido de imediato Lacão.


Quem está a seguir com atenção os acontecimentos é a bancada laranja que não quer ver por terra os acordos entretanto alcançados à volta de umas comezainas bem regadas entre António Seguro e Passos Coelho.


Cá por mim não me meto, são grandes, e em metendo bruxos pior ainda, acreditem, que os há, há, um deles até tem escritório montado no mesmo quarteirão em que vivo, alguma coisa eles fazem, a fila para a "consulta" por vezes é enorme e até vêm de madrugada.


Algo me diz que o melhor mesmo será Zorrinho refugiar-se em Fátima, já que passa a vida a dizer que é crente, entretanto vocês cuidem-se também, normalmente os estilhaços sobram para quem anda por perto...

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D