Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

09
Set12

Aos costumes disse nada

salvoconduto

 

 

Confrangedor o silêncio de António José Seguro. Com o país boquiaberto Seguro manteve a boca fechada, provavelmente exausto com os violen-tos combates travados com o governo. Já todo o bicho careta se manifestara sobre a miserável comunicação do chefe do governo num fim de tarde de uma sexta-feira e meia hora antes de um jogo da selecção nacional de futebol, o que define bem a sua estatura ética e moral, mas o António, seguro nas suas convicções limitava-se a esbracejar violentamente frente ao espelho de sua casa. Percebe-se agora um pouco melhor o teor da reunião entre Passos e Seguro realizada dois ou três dias antes da comunicação do primeiro-ministro.

 

Uma vez mais foi ultrapassado pelos seus deputados que anunciaram que irão novamente pedir a fiscalização sucessiva pelo Tribunal Constitucional das medidas agora anunciadas. A este propósito compreende-se também agora o encarniçamento na nomeação dos três novos juízes para aquele tribunal que acabou mais uma vez de feição às cores e desejos desta trauliteira direita. Não é impunemente que Passos "afronta" o Tribunal Constitucional, a recomposição operada garante-lhe o controlo daquele órgão, mais um a somar a tantos outros e contrariamente ao seu mestre faz tudo à luz do dia embora o fim possa ser o mesmo, mergulhar o país em prolongada e dolorosa noite, a última demorou quarenta e oito anos.

 

No meio desta tragédia há no entanto um partido político que sai vitorioso e radiante, o CDS, que pela voz do seu líder parlamentar Nuno Magalhães já saudou as medidas e a "vitória", não houve aumentos de impostos, realçou ele com sorriso de orelha a orelha, logo depois repetido por Pedro Mota Soares, ministro da caridade, que passa a ter mais campo de manobra para o mister em que é perito. Exultam empresas como a EDP, GALP, BCP, BIP, BES,  Alexandre Soares Santos, Belmiro de Azevedo, Amorim, Isabel dos Santos, até o governo chinês, todos eles irão receber de modo indirecto e de mão beijada uma parte importante dos salários dos trabalhadores.

 

Se por estes dias Seguro aparecer com a mão entrapada já sabem que é certo e garantido que o espelho lá de casa foi à vida, há espelhos traiçoeiros que reflectem com elevado grau de realismo o que têm pela frente…

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D