Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

02
Out12

Não estamos sós

salvoconduto

 


Ah pois não, as escolas de "jornalismo" há muito se internacionalizaram, a globalização em todo o seu esplendor. Queixam-se vocês de algumas peças de alguns doutos jornalistas da nossa praça, pois leiam o artigo publicado no jornal "Folha de S. Paulo", da autoria de Vivian Whiteman, que aqui vos deixo, e sabereis por que o Bandarra está sempre a gritar que "isto está tudo ligado":

 

Roupa com estampa ajuda no discurso estético de Dilma em Nova York

 

A roupa que a presidente Dilma usou na ONU pode ser vista de duas formas: pelo viés fashionista de vitrine ou pelo de discurso estético.

Em primeiro lugar, o modelo escolhido -uma blusa com estampa em tons de vermelho, preto e branco sobre um vestido preto. Mais uma vez, o look foi assinado pela gaúcha Luisa Stadtlander, estilista e amiga de Dilma.

Pois bem. Segundo as regras de certo e errado, do tipo que está na maioria dos blogs e programas de estilo da TV, Dilma não deveria usar uma estampa tão grande com vermelho. As duas coisas separadas já têm o efeito visual de ampliar a silhueta. Juntas, engordam ainda mais.

Por outro lado, basta ver as fotos da presidente na tribuna da ONU para perceber que a roupa cumpriu sua função. Sim, porque ela não está em local tão importante com o objetivo de parecer magra.

Isso é trabalho de outras poderosas brasileiras, coisa para tops como Gisele Bündchen e Izabel Goulart.

Falando de guerra, da Palestina e de outras questões complexas, que têm causado banhos de sangue nas últimas décadas, o vermelho foi uma escolha ousada. O que de perto era uma estampa abstrata, algo entre plantas e florais, de certa perspectiva, ou seja, do ponto de vista da plateia, adquiriu um ar de camuflado estilizado. Era como se Dilma fosse um lembrete visual das vítimas dos conflitos enquanto pedia novas medidas e estratégias de ação.

A imagem e as ideias transmitidas via palavra estavam em harmonia. Em termos de discurso estético, ponto para as gaúchas.



Profundo, valeu a pena...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D