Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

27
Out12

O Moita gosta de fazer flores

salvoconduto

 

 

O homem diz ter jeito para escrever novelas, às vezes não resiste a nelas participar, não sabe o papel mas improvisa ao sabor do momento e do cenário, inevitavelmente despista-se e acaba por não dizer coisa com coisa, mas para ele mesmo as partes gagas parecem fazer todo o sentido, afivela um sorriso e garante a si próprio: "eles papam tudo desde que bem embrulhado".

 

Se fosse a ele não teria tanta certeza, pode ser que se cruze na rua com alguém que lhe diga alto e bom som: "vai enganar a tua tia oh farsante!" Podem até mesmo mandá-lo desconversar com o Carvalho de Araújo, aquele que foi ao fundo com o tiro de metralha dos alemães, que raio, tem sempre que haver alemães pelo meio...


Calma, calma que eu passo a explicar, as nossas televisões de vez em quando repetem alguns programas o que leva a que desprevenidos como eu acabem por apanhar com eles no meio do café e das palavras cruzadas. Foi o que me aconteceu com um programa em que participa-vam Alberta Marques Fernandes, o agora ex-candidato à agremiação do milhafre, Rui Rangel, mais o génio das novelas, Moita Flores e o amigo do peito da Ministra da Justiça, Marinho Pinto.


Estava eu a fazer as palavras cruzadas e muito sumidamente ouvia-os perorar, não lhes prestava muita atenção entretido que estava a conseguir meter parte de um batalhão apenas em três letras, algo no entanto retiniu na minha cabeça, levantei-a mas não apanhei a tempo o motivo que desencadeara a reacção no meu cérebro, ah mas esperem lá, a coisa agora resolve-se bem com as novas funcionalidades disponibiliza-das pela minha operadora, "ver do inicio", bora lá, com o comando colo-quei o programa no exacto momento em que o Moita Flores alarvemente metia a sua "bucha" defendendo que o presidente da República deveria submeter o Orçamento, mal seja aprovado, à fiscalização preventiva do tribunal Constitucional:

 

"Dessa forma não corremos o risco que corremos este ano de corporações mais ou menos radicais e de pessoas mais ou menos ofendidas fazerem este recurso para o Tribunal Constitucional e depois a meio do ano sermos sujeitos a um golpe tão violento como aquele que estamos a viver neste momento".


Para o Moita enquanto a pimenta estivesse exclusivamente no cu dos funcionários públicos a coisa ia bem porque é das novelas e outras "actividades" privadas que tira a maior parte dos seus rendimentos. Ladino defende agora que o presidente submeta o Orçamento ao Tribunal Constitucional, garantido que está o controlo daquele órgão após as últimas mexidas. "Ora, ora, agora até nos podemos dar a esse luxo, pensava o Moita, enquanto distribuía flores pelos seus pares de debate.

 

Não se ficava por aí, aproveitava o balanço e metia outra bucha:

 

"Acho espantoso, o Orçamento está na Assembleia da República e são os próprios actores na Assembleia que em vez de usarem dos mecanismos de retórica, de palavra, de argumentação no sítio próprio, que antes de começar o debate já estão a ameaçar com o Tribunal Constitucional, o que significa que os nossos deputados nem a si próprios dão muito crédito, é de facto uma imagem confrangedora".

 

Ria-se alarvemente ao mesmo tempo que a baba lhe escorria pelos cantos da boca, valeu-lhe Marinho Pinto que solicitamente puxou de um lenço de papel e que enquanto lhe limpava a baba lhe perguntava: "Você acha que a maioria se deixa convencer pelos argumentos da oposição?"

 

Lá voltei eu às palavras cruzadas, a propósito, alguém sabe um sinónimo de porco com cinco letras? Não, não é Moita, deixem-se de merdas, ah já sei, é suíno, reco só tem quatro.

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D