13 comentários:
De raio a 25 de Setembro de 2008 às 00:16
... pois ... mas quantos são os paises em que o seu poder politico tem mais poder que as grandes empresas que manobram no seu mercado?
... provavelmente neste caso como em outros, o poder politico equatoriano tem as "costas quentes" e uma outra qualquer empresa o está a ajudar a tomar estas decisões ...
Saudações Bloguisticas
Raio
De Suzette a 25 de Setembro de 2008 às 00:26
Este mundo é feito de contrastes, noutro país das américas, leva-se a banca à falência e os responsáveis ainda são recompensados.
De Ana Camarra a 25 de Setembro de 2008 às 00:30
Pois é uma politica de força, será que consegue ter força até ao fim.
Mais uma prova que sectores fundamentais não podem estar nas mãos de empresas, muito menos estrangeiras.

beijos
De Viana a 25 de Setembro de 2008 às 00:37
O mundo está a mudar, para melhor na América do Sul, para pior na América do Norte.
De toulixado a 25 de Setembro de 2008 às 00:48
Se fizessem o mesmo aqui em Portugal as prisões estavam a abarrotar, de empreiteiros.
De maria a 25 de Setembro de 2008 às 01:12
A América Latina está em mudança.....
... vamos ver no que dá!
Quem me dera que o poder político fosse INDEPENDENTE do poder económico...
De CRN a 25 de Setembro de 2008 às 02:12
Nem mais!
De Ivone a 25 de Setembro de 2008 às 09:02
Em Portugal, nem com as empresas nacionais se tomam medidas.Lembram-se das obras do Metro no T.Paço?Qual o resultado das investigações?Quem errou?Foi só injectar dinheiro do erário publico.Neste país a culpa morre sempre solteira.
Ivone
De Pedro Oliveira a 25 de Setembro de 2008 às 09:12
Quando em Portugal o Centrão divide entre si os conselhos de administração de empresas privadas deppois de exercerem cargo públicos, jamais haverá reponsaveis pelo quer que seja.
De Lúcia a 25 de Setembro de 2008 às 13:01
Haja coragem!

Comentar post