Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

06
Dez12

Chegou a vez da Ford sentar o cu no mocho

salvoconduto

 

Não surpreende que uma multinacional como a Ford esteja implicada nos crimes da ditadura argentina surpreende isso sim vê-la a contas com a justiça argentina. Não surpreenderá se for absolvida, são esperadas as habituais pressões do governo do Tio Sam, da acusação porém já não se livram o que em si só já é um acto digno de registo e uma mensagem clara de um país que até há bem pouco tempo era apenas uma parcela da coutada de Washington na América-Latina.

 

Não foram poucos os sindicalistas e membros da Comissão de Trabalha-dores daquela empresa que pagaram com a vida e a tortura o desempe-nho dessas funções, nisso colaboraram activamente a ditadura e a administração da empresa na Argentina.

 

Um sobrevivente recordou há poucos dias as palavras proferidas pelo então presidente da Ford Argentina, o chileno Nicolás Enrique Courad, para justificar o campo de tortura e extermínio em que aquela empresa se transformou:

 

"Enfrentávamos um desafio. Havia-se iniciado um processo, uma mudança de sistemas, uma alteração de filosofia integral. Havia que mudar a mentalidade. Havia que tomar uma decisão empresarial e, com os nossos actos e procedimentos, demonstrámos qual era essa decisão".

 

Assim se instalou ao lado do terrorismo de Estado o terrorismo empresa-rial, multiplicaram-se os sequestros, as torturas e os desaparecimentos, até o campo de jogos da empresa foi transformado em centro de detenção.

 

A acusação contra a Ford baseia-se no caso do empresário alemão Friedrich Flicke, que em 1947 foi condenado a sete anos de prisão por colaborar com o III Reich. Veremos como se vai desenrolar e acabar este.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D