Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

18
Jun08

Finalmente na Argentina

salvoconduto

“No momento em que for necessário, estarei disposto a entregar a minha vida pela liberdade de qualquer um dos países da América Latina, sem pedir nada a ninguém…”
Che Guevara

Depois de ler ontem o Samuel mais vontade me deu de colocar este post sobre Che, socorrendo-me de Christine Legrand correspondente do Le Mode em Buenos Aires.

Pela primeira vez na Argentina, seu país natal, foi prestada homenagem a Che Guevara, sábado 14 de Junho. Para comemorar o 80º. Aniversário do seu nascimento foi instalada uma estátua de bronze de 4 metros de altura numa praça que irá ter o seu nome, na cidade de Rosário.
 

«Nós queremos recordar a imagem, a herança, a trajectória e a luta de uma das personalidades políticas mais importantes da América Latina», explicou Miguel Lifschitz presidente da câmara daquela cidade.
 

Em colaboração com Cuba, o município de Rosario organizou exposições de fotos, projecção de filmes, concertos e debates consagrados a Che. A estátua é obra de do escultor Argentino Andres Zerneri. 

Para esculpir o rosto, Zerneri inspirou-se na célebre foto de Alberto Korda, tirada em Havana em 1960.

O artista não se socorreu de financiamento do governo ou dos partidos políticos, lançou uma colecta pública em 2005. Recebeu milhares de donativos e 75 000 objectos em bronze oferecidos por desconhecidos ou admiradores de Che, como o músico Manu Chao. 

Ícone do século XX, cuja imagem está impressa em milhões de tee-shirts no mundo inteiro, Che foi ignorado no seu próprio país. Nenhuma rua de Buenos Aires tem o seu nome, nem sequer uma placa comemorativa na casa onde viveu na rua Araoz.

É preciso ir até Alta Gracia, na província de Cordoba, para nos impregnarmos do passado argentino do herói da revolução cubana. A casa branca, de tecto de zinco, onde passou uma parte da sua infância tornou-se museu em 2001. 

As festividades em Rosario coincidiram com a data oficial do nascimento de Che. Com efeito ele nasceu em 14 de Maio de 1928, segundo confidência da mãe, Celia de la Serna. Pertencendo a uma família aristocrática, Celia registou Ernesto um mês depois do seu nascimento, para esconder o seu casamento.

Por mais que tentem distorcer sua imagem, Che Guevara ainda representa o inconformismo às injustiças deste mundo, independente de concepções políticas e ideológicas.

Hasta la victoria siempre

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D