Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

02
Fev09

Depois do massacre a guerra suja

salvoconduto

 

 

A França viu-se obrigada a voltar a trás com uma estação depuradora de água contaminada que tinha enviado como ajuda humanitária para Gaza e que as autoridades de Israel não deixaram entrar no território palestiniano.

Este acto, juntamente com o disparo de dois obuses de aviso contra um comboio diplomático, provocou que a França mostrasse o seu "descontentamento e a sua surpresa" ao embaixador israelita em Paris, que foi convocado pelo governo francês.

Um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros francês precisou que uma parte importante da ajuda humanitária enviada por França conseguiu chegar à Faixa de Gaza, mas a estação depuradora foi bloqueada por motivos que ninguém explicou.

A estação depuradora "é útil para a população e não estamos satisfeitos com a decisão de não nos terem deixado entrar com ela, algo que dissemos claramente em várias ocasiões às autoridades israelitas", disse aquele porta-voz.

Como devem estar lembrados já aqui abordei uma outra face da guerra em Gaza, a água. Não sei se os motivos estão ligados mas uma das últimas decisões dos falcões de Israel faz-me nisso pensar ou então tornaram-se bons alunos com os mestres do holocausto.

Há no entanto algo que não me sai da cabeça e que pode explicar a decisão de Israel, é que no bombardeamento a Gaza utilizaram, como teste, novas armas e novas substâncias a somar ao fósforo e ao urânio empobrecido que como se sabe já não pode ser negado e que constitui uma clara violação das normas internacionais.

Os nazis fizeram variadíssimas experiências nos campos de concentração. É precisamente neste campo de concentração de um milhão e quinhentos mil palestinianos que Israel leva a cabo as suas.

Talvez a estação depuradora de águas contaminadas viesse trazer à luz do dia algo que não deve ser revelado. Entretanto o sofrimento em Gaza prossegue por falta de água potável.

22 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D