Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

30
Mar09

Assim é mais difícil

salvoconduto

O governo paraguaio deseja que todos as crianças que vão às escolas recebam ao menos uma caneca de leite. "Assim, pelo menos, não dormem nas carteiras", afirmam os professores. Nem sempre é possível e nem sempre as crianças vão à escola, mas as autoridades do governo a que preside Fernando Lugo, está a colocar nisso todo o seu esforço.

Mas nem todos pensam assim, o proeminente senador Alfredo Luis Jaeggli, de 62 anos, do Partido Liberal, o segundo do Paraguai, proprietário de terras e empresário, mostra-se enfadado, opõe-se radicalmente.

"Eu vivi isso no Colégio Internacional, quando era criança", explica numa carta dirigida ao Jornal Abc de Assunção. "Eu, rico, que tomava um bom pequeno almoço e ia de carro com motorista para o colégio, tinha que tomar a maldita caneca de alumínio cheia de leite sem açúcar... talvez isso tenha contribuído para que seja liberal e que odeie essa prática". Jaeggli protesta por "essas ideais keynesianas de que o Estado deve intervir e regular o que não é seu". Se se dá uma caneca de leite às crianças, "não me torna isso num pai irresponsável? Não serão essas medidas as que propiciam que haja milhares de crianças pedindo esmola nos semáforos?", Interroga.

Poucos dias antes de Fernando Lugo tomar posse, Alfredo Luis Jaeggli, e dois amigos seus, venderam ao Ministério das Obras Públicas uma quinta pela qual acordaram receber 980.000 euros. O senador Jaeggli assegura que essa terra é sua mas não tem o título original de propriedade. Investigações jornalísticas demonstraram que se tinha realizado uma burla de falsificação de instrumentos públicos, suborno de advogados e diligências judiciais irregulares. O novo governo chegou a tempo, por minutos, de anular o cheque do Banco Nacional.

O caso de Jaeggli é representativo do estado a que chegou o Paraguai depois de mais de 60 anos de domínio do Partido Colorado. A saída do general Alfredo Stroessner, em 1989, apeado do poder por outro general, do qual se disse que era um dos principais narcotraficantes do país (o Paraguai é o maior exportador de marijuana do mundo), não mudou em nada a cultura de corrupção que arrasa a sociedade paraguaia, nem a extrema pobreza da sua população.

A possibilidade real de mudança chegou há sete meses com a vitória do até então bispo Fernando Lugo, à frente de uma complexa aliança que, contudo, não lhe deu a maioria no Parlamento.

Lugo e a sua pequena equipa de homens e mulheres, honestos, mas em muitos casos com falta de experiência, fazem frente provavelmente à tarefa mais difícil que possa existir neste momento na América Latina: mudar um Estado que está completamente organizado em torno da corrupção e fazê-lo sem ter a maioria parlamentar nem poder mudar um poder judicial que está dominado, de alto abaixo, por essa corrupção.

Eu sei bem que Lugo tem ali uma tarefa gigantesca mas não haverá alguém capaz de lhe aliviar a carga cuidando do tal Alfredo Jaeggli, quanto mais não fosse à base de leite com algo substancial lá dentro? E por substancial dêem azo à vossa imaginação, mas podem ter a certeza de que é mesmo "nisso" que eu estou a pensar...

 

Fonte: El País

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D