Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Salvo-conduto

A erva daninha cresce todos os dias

A erva daninha cresce todos os dias

Salvo-conduto

01
Abr09

A culpa é dos tremoços

salvoconduto

Quem fala verdade? O procurador ou o Presidente Sindicato dos Magistrados do Ministério Público? Porque será que o PGR diz que não há pressões sobre os magistrados que detêm o caso Freeport se ao mesmo tempo manda chamar precisamente o acusado dessas pressões, Lopes da Mota para uma reunião em Lisboa e promove uma acareação com Vitor Magalhães e Pais Faria, os magistrados que se queixam?

Porra, porra ainda criticam o Presidente Sindicato dos Magistrados do Ministério Público de se dirigir directamente ao Presidente da República! Se calhar preferiam que o mesmo se dirigisse a Vitalino Canas, o tal que nos tenta impingir como verdade absoluta e definitiva a afirmação da Procuradoria-Geral da República de que não existe “nenhuma intimidação e nenhuma pressão sobre os magistrados titulares do processo Freeport ou eventualmente de todos os outros processos que têm sido referidos”.

Querem lá ver que o caso Freeport nunca existiu, que aquele DVD foi elaborado pelo Steven Spilberg? Querem lá ver que em Alcochete só existe a academia do Sporting, que o Outlet de Alcochete é fruto da minha fantasia? Que raio de mania que me deu para comer tremoços a meio da noite para enganar a fome, se ao mesmo tempo me provocam estes sonhos destravados!

Querem lá ver que que as eventuais sanções naquele processo se encontram prescritas  e por minha e exclusiva culpa? Ou será dos tremoços?

 

Nota: O meu post de ontem era obviamente dedicado ao dia das mentiras, mas não se trata em si de uma mentira, apenas a omissão do ano em que ocorreu o golpe, 2002.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    salvoconduto 02.04.2009

    Claro que pode discordar Carlos, mas já agora permita-me também acrescentar o seguinte: o Presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público não disse nada que não fosse já do conhecimento do Procurador Geral da República, que já tinha recebido as queixas dos dois magistrados encarregados do processo, só que as queixas destes caíram em saco roto. Valeram as declarações daquele sindicato na praça pública para que as mesmas começassem a ser investigadas.

    Se me perguntar se acho bem que as coisas funcionem desta maneira, claro que não, mas não fora a pressão da comunicação social e da opinião pública e deste caso nunca saberíamos de nada.

    Atente-se até que o mesmo está em risco de prescrever.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2013
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2012
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2011
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2010
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2009
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2008
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D