De maria a 24 de Abril de 2009 às 01:51
Li-te em viés. Porque sei o que se passou em Wiryamu. Porque sei o que vão fazer ao comando que anda em liberdade em vez de estar preso.
Fico agoniada. A provocação é ainda maior quando se escolhe esta data para o fazer.
A vontade de ir às fuças a alguns vai crescendo...

Beijos
De Francisco Dores a 8 de Novembro de 2014 às 22:48
Maria, sabe realmente o que se passou em Wiryamu ? O que vão fazer ao Comando ? (Qual Comando ?) O Alferes Antonino Melo ou a razão deste post Jaime Neves ? A maioria das pessoas, não sabe do que está a falar !!!!! Eu estava a escassos 150 kms deste local, e convivi com muita gente próxima a este infeliz acto. A ESTÓRIA está mal contada. Se quiser e qualquer dia, conto-a, com pormenores e pormaiores.
De victor nunes dos santos a 6 de Setembro de 2016 às 14:39
Ao percorrer a Net, deparei com este blog e a postagem sobre Wiryamu. Tive curiosidade em ler atentamente o texto e todos os comentários e fico triste ao verificar que o qutor do blog apresenta factos que desconhece e pela foram como apresenta levanta revolta emocianoal a muias pessoas que nunca conhecera am realidade de uma guerrae reagem áquilo que "lhes servem".
Eu fui recrutado em Janeiro de 1972, em Boane-Moçambique. dado ao meu carácter foi escolhido para frequentar o 6º. Curso de Comandos de Moçambique, em Montepuez, onde pertenci ao Grupo de Cadetes, juntamente com o Antonino, Vilela, Abreu e outros (agora não me recordo dos nomes.). Fiz algumas provas, mas não acabei o Curso porque tive que ser evacuado para uma intervenção cirúrgica. No entanto, as poucas semanas que lá passei, form suficientes para absorver o "espírito comando" ( que não é de assassinos, como aqui querem fazer crer). Conheci pessoalmene o major Jaime Neves, de quem tinha muia estima e admiração. Continuei o meu serviço militar, como Alferes Miliciano numa Companhia Operacional , que actuava no Niassa e Cabo Delgado. Contactei sempre com os meus ex-camaradas de grupo e soube o que aconteceu em Wiryamu e o Antonino chegou a aComandante da Companhia, sabe porquê. Todos nós ficamos com "traumas de guerra", mas nunca quisemos protagonismo resultante de uma fase de vida em que só tínhamos 20-21 anos. Ele que conte toda a verdade, como tudo se passou. Conte os 15 dias que antecederam ao acontecimento, o que os seus homens fizeram em benefício das populações. Se algo correu mal, foi resultante da ingratidão de alguns elementos infiltrados na população. Se ele ANTONINO, não soube segurar a reacção dos seus homens, foi porque não tinha competências para ser um BOM COMANDANTE e o espírito de COMANDO, tinha-o perdido há muito...
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.